Brasileirão Feminino começa em janeiro com Corinthians, Vasco, Fla e Santos

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) detalhou nesta sexta-feira a tabela do Brasileirão Feminino, que no ano que vem vai ocorrer no primeiro semestre. Assim, a edição de 2016 da principal competição do futebol feminino no País vai começar apenas 44 dias após o encerramento da edição de 2015.

Estadão Conteúdo

18 de dezembro de 2015 | 16h24

Em 2016, serão 20 clubes jogando o Brasileirão, divididos em quatro grupos de cinco times cada, sem divisão regional. O Grupo A tem Santos, Portuguesa e Náutico. No B jogam Corinthians, Vasco, América-MG e o Rio Preto, atual campeão. O C tem o São José, atual vice-campeão e o Vitória como destaques. Já o Grupo D conta com o Flamengo, o Duque de Caxias, e três times do Nordeste.

No início da semana, a CBF chegou a anunciar a lista de 20 clubes com a participação do Kindermann, de Caçador (SC), atual campeão da Copa do Brasil. Mas o clube catarinense decidiu encerrar suas atividades esportivas depois que o técnico, Josué Henrique Kaercher, foi morto dentro de um hotel, a tiros, por um ex-assistente técnico demitido pelo clube, Carlos José Correa.

A Portuguesa, de São Paulo, entrou no lugar do Kindermann no Grupo A e abre a competição em 20 de janeiro, contra o Santos. A primeira fase tem cinco rodadas, até 17 de fevereiro. Depois, os dois primeiros colocados de cada chave avançam para dois quadrangulares, em turno e returno. A partir desta etapa, as jogadoras da seleção brasileira permanente ficam disponíveis aos clubes por meio de um sistema de Draft.

A terceira fase da competição, em maio, já é semifinal, com os dois primeiros de cada quadrangular. As partidas das finais estão marcadas para os dias 18 e 25 de maio. Todos os jogos do torneio aparecem, na tabela prévia da CBF, como marcados para quartas-feiras.

Na edição de 2015, o Rio Preto faturou o título, ao derrotar o São José na decisão. O mesmo São José foi derrotado na final da primeira edição, em 2013, quando caiu diante do Centro Olímpico. Em 2014, a decisão aconteceu entre Ferroviária e Kindermann, com vitória do time paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.