Brasileirão tem fim de semana decisivo

Calculadora na mão, reza, mistério, treinos secretos. Vale tudo para os clubes nas duas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. Três times lutam pelo título, uma vaga ainda está aberta para a Copa Libertadores da América, outra para a Copa Sul-Americana e nove equipes ainda se desesperam com a proximidade do rebaixamento. Neste fim de semana o penúltimo capítulo promete muitas emoções.O Atlético-PR, que soma 85 pontos, conquista o seu segundo título nacional, sem depender de resultados de seus principais rivais, desde que derrote o Vasco, em São Januário, e o Botafogo, na Arena da Baixada. O Santos, que tem 83, precisa vencer o São Caetano, no ABC, e o Vasco, em São José do Rio Preto, além de torcer por tropeço do Atlético-PR em um dos dois jogos finais.O São Paulo, que acumula 81 pontos, ainda sonha com o quarto título brasileiro, mas a situação é complicada. Além de superar o Flamengo, no Morumbi, e o Goiás, em Goiânia, torce para que o Atlético-PR some no máximo dois pontos. Além disso, precisa de dois empates do Santos ou espera que o time do técnico Vanderlei Luxemburgo acumule até quatro pontos - só que nesse caso terá de descontar o saldo de gols, favorável ao atual vice-líder.Resta uma vaga para a Copa Libertadores da América. Atlético-PR, Santos e São Paulo estão garantidos na principal competição sul-americana. O Palmeiras, com 75 pontos, precisa de mais dois para garantir participação na fase preliminar. O Juventude, que tem 70, necessita de duas vitórias e ainda depende do Palmeiras ganhar apenas um ponto nos dois últimos jogos. Para o Goiás, com 69, só serve a seguinte combinação: ganha seus compromissos, enquanto o Palmeiras não soma ponto e o Juventude no máximo ganhe um.Justiça - Caso o São Caetano, hoje com 53 pontos, retome os 24 na Justiça Esportiva e volte aos 77, muda a briga pela Libertadores. O Azulão pode ficar em terceiro lugar, se ganhar seus jogos e o São Paulo empatar os dois que lhe restam. O São Caetano também pode ficar na 4ª colocação, se somar mais 4 pontos, independentemente dos resultados do Palmeiras.Para a Sul-Americana, há vagas do 5.º ao 9.º lugares. Na pior das hipóteses, o próprio São Caetano estará classificado (se ficar em 5.º e for superado pelo Palmeiras), assim como Juventude, Goiás e Corinthians. A última vaga será disputada por Fluminense (63), Internacional (61), Ponte Preta (61), Figueirense (60) e Coritiba (58). Se o São Caetano não tiver de volta seus pontos, esses times lutam por dois lugares.DesesperoO Paraná não sobe nem desce. Com 54 pontos, importa que se livrou do rebaixamento. Desespero é a palavra-chave de nove equipes na luta para não se unir ao Grêmio na Segunda Divisão em 2005. O Cruzeiro (53 pontos) se safa com um empate nas apresentações finais. O Vasco (51) encara os líderes Atlético-PR e Santos, se salva com uma vitória e um empate. Flamengo (50), Paysandu (50), Botafogo (50) e Criciúma (49) necessitam de duas vitórias para não depender de combinações de resultados.O Vitória (48), além de dois triunfos, ainda torce por uma derrota de Criciúma, Botafogo, Paysandu, Flamengo ou Vasco. Ou, como alternativa, de dois fracassos de Paraná e Cruzeiro.O plano do Atlético-MG (47 pontos) é dramático: acima de tudo, precisa de duas vitórias, combinadas com empate do Vitória e derrota do Criciúma. Situação pior só a do Guarani (46), que necessita de seis pontos nos duelos com o Paysandu e Grêmio. Além disso, sonha com um empate do Atlético-MG, uma derrota do Vitória e reza para que o Criciúma só conquiste um ponto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.