Stringer/AFP Photo
Stringer/AFP Photo

Brasileiro dá assistência e Catar bate Rússia em duelo das próximas sedes da Copa

Rodrigo Tabata, ex-Goiás e Santos, cobrou escanteio no gol da virada catariana

Estadão Conteúdo

10 de novembro de 2016 | 22h06

Os dois próximos países que sediarão a Copa do Mundo se enfrentaram nesta quinta-feira em duelo amistoso. Em Doha, o Catar, sede da competição em 2022, recebeu a Rússia, que receberá o torneio em 2018, e venceu por 2 a 1, de virada, com gols de Khoukhi e Boudiaf. Samedov havia aberto o placar para os russos.

O confronto foi marcado pelos pênaltis, já que quatro foram marcados ao longo dos 90 minutos. Logo aos quatro minutos, Samedov marcou o primeiro cobrando penalidade. Aos 29, o catariano Majid também teve a chance da marca da cal, e perdeu. Mas foi deste mesmo jeito que Khoukhi, seis minutos mais tarde, deixou tudo igual. Então, foi a vez do russo Kokorin desperdiçar um pênalti.

No segundo tempo, o jogo ficou mais tranquilo e o Catar aproveitou para buscar a virada. Aos 26 minutos, o brasileiro naturalizado catariano Rodrigo Tabata, ex-Goiás e Santos, cobrou escanteio pela direita e Boudiaf marcou de cabeça, dando números finais ao confronto.

A equipe do Catar é treinada pelo uruguaio Jorge Fossati, ex-técnico do Internacional. Além disso, conta com mais um brasileiro natualizado, Luiz Ceará, revelado pelo Uniclinic, do Ceará, em 2009, e que atua no país desde 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.