Brasileiro de 2004: pontos corridos

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já decidiu: o Campeonato Brasileiro da Série A de 2004 vai ser disputado no sistema de pontos corridos. A entidade nem vai levar em consideração uma eventual decisão contrária do Conselho Técnico dos clubes, que se reúne em dezembro. Isto ficou claro durante a divulgação, confusa, do calendário do futebol nacional de 2004. Além do atraso de quatro horas, houve uma falha grave no anúncio da nova agenda: num primeiro instante, a CBF ignorou a possibilidade de a seleção olímpica se classificar para os Jogos de Atenas. Depois, na segunda circular da tarde, veio a correção. Para o presidente-interino da CBF, Nabi Abi Chedid, o Conselho Técnico não pode tomar nenhuma decisão, "por ser apenas consultivo". No entanto, a tradição dos campeonatos nacionais mostra que a fórmula de disputa é sempre aquela aprovada no conselho. Há resistências quanto ao sistema de pontos corridos - o Vasco lidera um grupo de insatisfeitos com o atual modelo. "A CBF não está impondo nada, mas vai tomar medidas, se for preciso, para manter a organização do futebol. Somos totalmente a favor do sistema em vigor." Pelo novo calendário, o Brasileiro da Série A de 2004, com 24 clubes, vai começar em 21 de abril e terminará em 19 de dezembro - portanto o início será mais tarde que o do Brasileiro de 2003, cuja primeira rodada ocorreu em 31 de março. Em compensação, o encerramento será uma semana depois da prevista para a competição em curso. Foram reservadas 46 datas, o que significa que os clubes jogarão entre si em turno e returno. No entanto, quatro equipes serão rebaixadas em 2004 e também em 2005, com o ascenso de dois clubes da Série B em cada edição do Brasileiro. Assim, o principal campeonato de 2005 terá 22 clubes; e o de 2006, 20. "A partir deste ano, queremos ter jogos do Brasileiro apenas nos fins de semana, deixando as datas intermediárias para as competições internacionais e Copa do Brasil", disse Abi Chedid. Ele disse que a intenção da CBF, a médio prazo, é aplicar o mesmo modelo à Série B. Inclusive quanto à forma de disputa, turno e returno, com pontos corridos. Mas que essa decisão estaria relacionada com o interesse comercial dispensado à competição. "Este ano, a Série B está um sucesso por causa de Botafogo e Palmeiras. Mas não sabemos como ela vai ficar." Apesar da observação, a Segunda Divisão vai ser disputada em 2004 de 24 de abril a 4 de dezembro, com 35 datas - ou seja, da mesma maneira que a deste ano. Já a Série C terá início em 1º de agosto, com o término previsto para 28 de novembro. Abi Chedid acrescentou que a data-limite para inscrição dos atletas no Brasileiro do próximo ano vai ser estendida por um mês, de 31 de julho para 31 de agosto. "Isso daria possibilidade aos clubes de repor as perdas para o futebol do exterior antes do returno do campeonato." Em 2004, os Campeonatos Estaduais vão ter 16 datas, cinco a mais do que as disponíveis para 2003 - poderá ser disputado de 21 de janeiro a 18 de abril. E a Copa do Brasil contará com 64 clubes, que se enfrentarão em 14 datas, de 4 de fevereiro a 23 de junho. Durante seis das sete rodadas das Eliminatórias do Mundial de 2006 previstas para o ano que vem, o Brasileiro será interrompido. O primeiro jogo do Brasil, em 2004, pela competição será em 30 ou 31 de março, três semanas antes do início do torneio nacional. O mesmo não ocorrerá quando da disputa da Copa América, em julho, e dos Jogos de Atenas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.