Brasileiro: degola ameaça 5 técnicos

Técnicos em alerta geral, nesta quarta-feira, na 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. Resultados ruins podem provocar uma degola generalizada. Geninho, do Corinthians, e Antônio Lopes, do Vasco, são os mais ameaçados. Celso Roth, Atlético Mineiro, e Cuca, no Goiás, e até Nelsinho Baptista, no Flamengo, também correm riscos.Antônio Lopes perdeu o comando no Vasco. Em São Januário, quem dá as ordens é Edmundo. O jogador exigiu Léo Lima e Donizete no time e Lopes concordou no ato. Resta ao treinador uma vitória hoje contra o Internacional, em Porto Alegre, para não escapar do corte. Eurico Miranda, o presidente do clube, avisou que Lopes não será demitido. "Enquanto eu for o presidente, o Lopes não sai". Não é sério. O técnico perdeu prestígio depois da derrota (4 a 1) de virada para o Paraná, sábado, em São Januário.O Vasco não está em uma posição desconfortável na tabela. Tem 21 pontos, no 15º lugar, mas apenas a oito pontos do terceiro colocado (São Paulo) -, posição que, mantida, garante o clube do Morumbi na Copa Libertadores da América de 2004.A situação de Geninho também não é das melhores. O Corinthians conquistou apenas quatro pontos nos últimos 15 disputados. O técnico se salva hoje se vencer o Santos, vice-líder do campeonato, com 30 pontos. Antônio Roque Citadini, responsável pelo futebol no Parque São Jorge, garante que Geninho não será demitido. A derrota, porém, pode encaminhar a saída do treinador. O ambiente no Parque São Jorge está pesado. Outro que corre risco é Celso Roth. Nas últimas rodadas, a torcida do Atlético Mineiro não perdoou: "Burro, burro!", o coro se espalhou no Mineirão.Ricardo Guimarães, presidente do clube mineiro, também repete Citadini e Eurico Miranda. "O Roth fica. O que importa agora não é a liderança. No fim, vamos chegar entre os três primeiros." Na 5ª colocação, com 27 pontos - quatro a menos que o líder Cruzeiro -, o Atlético enfrenta o Criciúma (8º), amanhã, em Santa Catarina.Cuca vinha de boa campanha no Paraná, mas sofre no Goiás. Desde que assumiu, havia quase um mês, conseguiu apenas uma vitória. É o lanterna da competição, com apenas nove pontos. O Goiás recebe hoje o Vitória, que continua despencando na tabela. A vitória garante Cuca no comando. Outro resultado pode ser o fim do treinador.Nelsinho Baptista, apesar do apoio dos dirigentes, também entrará na lista dos ameaçados se o Flamengo não vencer o Juventude hoje, no Maracanã. Com 21 pontos, o clube carioca é apenas o 16º colocado. No Bahia, Evaristo de Macedo, que substituiu Bobô, não conseguiu levantar o time, que hoje recebe o Guarani. Só a vitória pode aliviar o clima. É jogo de risco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.