Andrew Boyers/Reuters
Andrew Boyers/Reuters

Brasileiro do Al Ain elogia River, mas crê em classificação com 'grande esforço'

Confronto entre os times será nesta terça-feira, no estádio Hazza Bin Zayed Stadium, em Al Ain

Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2018 | 14h34

Meia do Al Ain, Caio reconhece a dificuldade de enfrentar o River Plate na semifinal do Mundial de Clubes, mas acredita que a classificação é possível. O confronto entre os times vai acontecer a partir das 14h30 (de Brasília) desta terça-feira, no estádio Hazza Bin Zayed Stadium, em Al Ain, nos Emirados Árabes Unidos.

"River é um time de elite com grande potencial, por isso devemos nos preocupar com eles. Devemos fazer um grande esforço se quisermos conseguir o resultado positivo. Se pudermos dar o nosso melhor, tenho certeza de que será uma grande partida", disse Caio ao site oficial da Fifa, em entrevista publicada nesta segunda-feira.

"Minha vontade é dar tudo que eu puder pelo time, seja com gols ou assistências. Neste momento, só penso em ajudar minha equipe a conseguir grandes resultados, é esse meu objetivo", disse Caio. O jogador brasileiro crê que o fator casa em Al Ain foi um diferencial para o time dele até agora.

"Quero agradecer nossa torcida que foi ao estádio nos apoiar durante nossos jogos. Sem eles, nada disso seria possível. Prometo a eles que daremos tudo da gente para bater o River Plate e chegar à final", afirmou Caio, ex-jogador das categorias de base do São Paulo.

Atual campeão nacional dos Emirados Árabes Unidos, o Al Ain passou perto de ser eliminado na fase preliminar do Mundial. O Team Wellington, da Nova Zelândia, abriu 3 a 0 no confronto, mas o time casa buscou o empate e venceu nos pênaltis. Na quartas de final, triunfo por 3 a 0 contra o Espérance, da Tunísia.

"Na segunda partida, entramos com uma mentalidade diferente da que tivemos contra o Team Wellington. Nosso interesse era em não sair atrás do placar, para evitar termos de escalar uma montanha de novo. Pudemos marcar primeiro, com um gol cedo. Foi o melhor cenário, que pavimentou nosso caminho para a vitória", comentou Caio, feliz pela oportunidade de avançar na competição.

"É um sentimento maravilhoso o de estar na semifinal de um Mundial. Estamos aproveitando o que alcançamos até agora. Devemos ficar satisfeitos e orgulhosos dos resultados que conseguimos. Agora, devemos virar a página e começar a focar no próximo desafio", disse o brasileiro.

Caio marcou na disputa de pênaltis contra o Team Wellington, mas teve um gol anulado no tempo regulamentar na partida contra a equipe da Nova Zelândia. "Deus queira que nessa semifinal contra o River eu marque pela primeira vez no torneio. Darei meu melhor para isso acontecer", prometeu o meia.

Tudo o que sabemos sobre:
CaioMundial de ClubesAl-Ainfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.