Brasileiro: luta agora é contra descenso

Para quem luta contra o rebaixamento, o empate longe de seus domínios da Ponte Preta (1 a 1 com o Flamengo) e o do Grêmio (2 a 2 com o Santos) pode ser considerado vitória. Os times ainda estão ameaçados, mas agora, na última rodada, no domingo, atuam em casa e dependem só deles. Têm de vencer Fortaleza e Corinthians, respectivamente. Outras quatro equipes lutam para permanecer na Primeira Divisão do Brasileiro: Fortaleza, Fluminense, Paysandu e Bahia.A situação mais tranqüila é a do Fluminense, mesmo com a goleada sofrida pelo Cruzeiro, neste domingo, por 5 a 2. O time carioca (7% de chances de cair), com 49 pontos, recebe o Juventude, que não aspira mais nada no Nacional, no Maracanã, e com um empate afasta o fantasma do rebaixamento.A situação do Fortaleza (20%) é semelhante. Soma o mesmo número de pontos e pode empatar. A diferença está no mando de jogo. Enquanto os cariocas decidem seu futuro em casa, os cearenses visitam a Ponte Preta, 47 pontos, e que precisa de qualquer forma da vitória para não dar vexame.Os campineiros (56%) contarão com a força da torcida, no Moisés Lucarelli, para livrar-se da Série B. O problema é o retrospecto da Ponte Preta. Nos últimos 12 jogos, conquistou apenas 8 pontos.O Paysandu, 48 pontos, recebe o Atlético-PR com a necessidade de empate. No Mangueirão, o time de Belém (8%) tenta manter-se na elite do futebol, dentro de campo. Como o time perdeu 8 pontos no STJD, seu presidente, José Arthur Tourinho, ameaça ir à Justiça Comum, caso o rebaixamento se confirme.Após passar boa parte na lanterna, o Grêmio (38%), 47 pontos, terá de superar a ausência dos titulares Gilberto, Tinga, Claudiomiro e Baloy e o Corinthians, no Olímpico, para ficar na 1ª Divisão. A missão mais delicada é a do Bahia (71%). Na lanterna com apenas 46 pontos, o dono da pior defesa com 85 gols sofridos tem pelo frente o campeão Cruzeiro e seu temido ataque, de 95 gols.Um milagre terá de acontecer na Fonte Nova. O time baiano terá de ganhar, fato raro em sua decepcionante campanha - apenas 10 triunfos - e ainda torcer por tropeço de um dos rivais. Derrotas de Fluminense e Paysandu e que o Grêmio não vença. Ano passado já havia se livrado na última rodada, com vitória sobre a Lusa.Na luta pelas 2 últimas vagas na Taça Libertadores, 4 times: Internacional, São Caetano, Coritiba e Atlético-MG. Os gaúchos jogam por empate, no ABC, enquanto o Coritiba se garante com vitória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.