Matthias Schrader/AP
Matthias Schrader/AP

Brasileiros do Bayern de Munique minimizam má fase do Manchester

United é apenas o sétimo colocado no Campeonato Inglês e está muito longe da zona de classificação para a Liga de 2015

Agência Estado

21 de março de 2014 | 12h44

MUNIQUE - O sorteio das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, realizado nesta sexta-feira, definiu que o Bayern de Munique terá pela frente o Manchester United. Desde a saída de Alex Ferguson e a chegada de David Moyes para esta temporada, o time inglês não vive bom momento, mas isso não ilude os jogadores brasileiros do Bayern, que esperam confronto difícil.

"O Manchester United é uma equipe de nível mundial, mesmo fora de sua melhor fase", disse o zagueiro Dante. "Van Persie é um atacante incrível, mas não devemos ter medo. Estamos prontos para os dois jogos. Temos que estar focados desde o primeiro segundo e não permitir nenhuma chance. O ambiente é perigoso. Eles também têm muitos jogadores experientes no elenco, jogadores de classe mundial. Temos de ter cuidado."

O lateral Rafinha concordou com seu colega de equipe, assim como o holandês Arjen Robben. "Serão dois jogos muito difíceis. Nos encontraremos com uma equipe de muita tradição", afirmou o brasileiro. "Talvez eles não estejam em sua melhor forma, mas ainda assim tão um dos principais times da Europa", declarou o atacante.

Apesar da má fase vivida no Campeonato Inglês, no qual é sétimo colocado, o Manchester United conseguiu uma classificação heroica às quartas de final da Liga dos Campeões. A equipe venceu o Olympiakos por 3 a 0, em casa, depois de ter perdido por 2 a 0 na ida, na Grécia. Por isso, o ex-jogador e atual diretor esportivo do Bayern, Matthias Sammer, espera um adversário bastante motivado.

"Nas quartas de final eles provaram que são capazes de muita grandeza. É melhor sermos muito modestos, com muito, muito respeito para falar de um adversário que não está em bom momento, mas ainda é capaz de jogar no mais alto nível. Em dias bons, eles são extremamente perigosos. Não devemos permitir que eles tenham dois bons dias. Eu considero a classificação como possível, mas perigosa", disse.

Justamente pela má fase, o Manchester United chega para o confronto como zebra, mas a forma como conseguiu a vaga nas quartas de final parece tranquilizar o técnico David Moyes. "Estava muito feliz só por estarmos no sorteio. Em muitas maneiras, não me importava quem seria o adversário, mas acabamos pegando os favoritos", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.