Brasileiros marcam e Shakhtar bate o Braga fora de casa

Dois jogadores brasileiros formados por equipes gaúchas foram os responsáveis por garantir, nesta terça-feira, a vitória fora de casa do Shakhtar Donetsk pela Liga dos Campeões. O atacante Luiz Adriano, ex-Internacional, marcou dois gols e o meia Douglas Costa, ex-Grêmio, anotou o outro no triunfo por 3 a 0 sobre o Braga, em Portugal.

AE, Agência Estado

28 de setembro de 2010 | 18h14

O resultado marcou a segunda derrota do Braga na fase de grupos. Na estreia, o time do goleiro ex-corintiano Felipe já havia sido goleado por 6 a 0 pelo Arsenal. O Shakhtar, por sua vez, já soma seis pontos, mas não aparece na vice-liderança do Grupo H porque o time londrino também venceu fora de casa pela segunda rodada, batendo o Partizan Belgrado por 3 a 1, e tem melhor saldo de gols.

Na partida em Portugal, uma falha de Felipe contribuiu para que o placar fosse aberto. Aos 11 minutos do segundo tempo, Douglas Costa serviu Luiz Adriano e o atacante bateu de dentro da área, mas na direção do goleiro. Felipe tentou encaixar, errou e viu a bola entrar. O segundo do Shakhtar foi quase uma repetição do primeiro gol.

Com 27 minutos, Douglas Costa novamente fez a assistência e Luiz Adriano chutou na área, desta vez sem chances para o goleiro. O time ucraniano, que também teve o meia Willian como titular, outro ex-corintiano, ainda ampliou nos acréscimos. Atônito, o Braga cometeu pênalti e Douglas Costa cobrou, fechando o marcador.

No outro jogo do Grupo H, o Arsenal teve dificuldades para bater o Partizan. Na Sérvia, as equipes protagonizaram uma partida com três pênaltis, mas apenas um deles foi convertido. Ele aconteceu ainda no primeiro tempo, depois que o russo Arshavin já havia feito 1 a 0 para os visitantes. Aos 33, o brasileiro Cléo deixou tudo igual.

No segundo tempo, porém, Arshavin teve a chance de decretar a virada, após Jovanovic cometer a penalidade e ser expulso. No entanto, o russo desperdiçou a cobrança. Aos 26, Chamakh recolocou o Arsenal em vantagem. Nos minutos finais, Squillaci fez 3 a 1 e Cléo ainda perdeu outro pênalti na sequência, vendo o goleiro Fabianski defender.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.