Silvio Abdon/Divulgação
Silvio Abdon/Divulgação

Brasília diz que ainda disputa a partida de abertura da Copa 2014

Governador Rogério Rosso diz ter carta em que a Fifa nega já ter decidido por São Paulo

Efe

25 de novembro de 2010 | 14h01

BRASÍLIA - O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, afirmou nesta quinta-feira que Brasília ainda pretende ser a sede da partida inaugural da Copa do Mundo de 2014, já que a Fifa confirmou que ainda não definiu onde o jogo será disputado.

O Comitê Organizador do Mundial ainda não confirmou oficialmente as cidades que receberão a abertura e a final da competição, mas seus integrantes afirmam há algum tempo que o primeiro deverá acontecer em São Paulo, Brasília ou Belo Horizonte, enquanto o último provavelmente será no Estádio do Maracanã, no Rio.

O anúncio recente que a capital paulista construirá um novo estádio com os 65 mil lugares exigidos pela Fifa para o confronto inaugural foi interpretado como o resultado de uma negociação para ceder à maior cidade do país a honra de sediar um jogo importante.

"Ontem (quarta-feira) recebi uma carta de resposta do secretário-geral da Fifa (Jérome Valcke) em que ele deixa claro que ainda não está decidido onde será a partida de abertura da Copa", afirmou nesta quinta o governador do Distrito Federal. "Como a Fifa não confirma que a abertura será em São Paulo, então posso dizer que Brasília segue na disputa", completou.

Rosso acrescentou que, para fortalecer suas aspirações, o Governo do Distrito Federal não permitirá nenhum atraso nas obras de reforma do Estádio Mané Garrincha.

"A Companhia Imobiliária de Brasília suspendeu o envio de recursos para as obras este ano e isso nos preocupa, mas, como ainda temos um mês para fechar 2010, estamos liberando recursos do Governo regional para que a obra não pare nem um minuto", explicou o governador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.