Brasília mantém esperança de receber abertura da Copa

Apesar de o Comitê Organizador Local (COL) já ter anunciado que a abertura da Copa de 2014 será realizada em São Paulo, caso o novo estádio do Corinthians tenha as condições necessárias, Brasília mantém a esperança de receber o jogo inaugural da competição.

AE, Agência Estado

25 de novembro de 2010 | 18h25

Com o anúncio de que a abertura seria em São Paulo, feito por Ricardo Teixeira no dia 8 de novembro, o governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, chegou a mandar uma carta para a Fifa para pedir explicações, cobrando igualdade de condições no processo.

O governador do Distrito Federal contou nesta quinta-feira que o secretário geral da Fifa, Jerome Valcke, respondeu a sua carta, garantindo que o palco da abertura da Copa ainda não foi definido. Assim, Rogério Rosso reforçou sua confiança na escolha de Brasília.

"Temos todos os atributos técnicos e estamos cumprindo com todas exigências previstas no calendário da Fifa", garantiu o governador, que promove a reforma do Estádio Mané Garrincha. "Vamos continuar os trabalhos para trazer a abertura dos jogos para Brasília."

Apesar do discurso, a Fifa espera apenas a consolidação do projeto do novo estádio do Corinthians, a ser construído em São Paulo, com todas as garantias financeiras e a capacidade mínima exigida, para confirmá-lo como sede da abertura da Copa de 2014.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa de 2014Brasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.