Brasiliense e América-RN lutam, mas não evitam queda

Equipe do Rio Grande do Norte termina na lanterna, com apenas 41 pontos; já brasilienses ficam com 46

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2010 | 19h45

NATAL - América-RN e Brasiliense entraram em campo na tarde deste sábado para buscar a salvação, mas não conseguiram evitar o rebaixamento. Jogando no Estádio Machadão, em Natal, os visitantes venceram por 2 a 1, de virada, resultado que decretou a queda dos dois times para a Série C.

Veja também:

Série B - tabela Classificação / lista Tabela

linkAmérica-MG segura empate e confirma retorno à elite do futebol brasileiro

linkGuaratinguetá ganha do campeão Coritiba e evita queda

O América-RN fez uma campanha irregular durante toda a competição e tentou uma arrancada no final, sem sucesso. Terminou o campeonato com 41 pontos, na lanterninha. O Brasiliense ficou com 46 pontos, ao lado do Vila Nova, mas levou desvantagem no número de vitórias (13 a 12), na 17.ª posição.

Nesta última rodada, os dois times precisavam vencer e torcer por um tropeço de algum concorrente, como Vila Nova ou Guaratinguetá. Mas os dois rivais venceram e garantiram suas vagas na Série B em 2011.

Precisando da vitória, o América-RN foi ao ataque desde o início e não demorou para chegar ao gol. Aos 17 minutos, Marcelo Braz foi lançado na área por Wanderson Cafú e chutou de primeira, para abrir o placar.

Na segundo etapa, o ritmo caiu bastante e o Brasiliense chegou ao empate aos 24 minutos, quando Acosta surgiu por trás da defesa e finalizou, sem chances para Tutti. Aos 37, o Brasiliense virou o jogo com Djavan, que desviou um cruzamento de Adrianinho. A vitória, porém, foi incapaz de apagar a fraca campanha do time, rebaixado com o Santo André e o Ipatinga.

América-RN - 1 - Tutti; Wanderson Cafu, Cléber, Robson e Airton; Eliélton (Saulo), Éverton, Vélber (Adalberto) e Rone Dias; Washington (Vavá) e Marcelo Brás. Técnico: Dado Cavalcanti.

Brasiliense - 2 - Eduardo; Cicinho, Santiago, Fábio Braz e Dieguinho (Bebeto); Luciano Totó (Adrianinho), Ferrugem, Thiaguinho e Adriano Felício (Acosta); Aloísio Chulapa e Djavan. Técnico: Andrade.

Gols - Marcelo Brás, aos 17 minutos do primeiro tempo. Acosta, aos 24, e Djavan, aos 37 minutos do segundo tempo.

Cartão amarelo - Thiaguinho.

Cartões vermelhos - Ferrugem, Bebeto e Éverton.

Árbitro - Paulo César Oliveira (SP).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Machadão, em Natal (RN).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.