Brasiliense perde para o Cruzeiro

Habituado a ser curto e grosso em suas declarações, o técnico do Brasiliense, Joel Santana, acredita que perder para o Cruzeiro por 2 a 1, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Boca do Jacaré, foi um grande tropeço da equipe no Brasileirão. E advertiu: ?O time precisa melhorar sua pontaria, aumentar a velocidade nos contra-ataques e fechar o meio-campo para avançar na competição.?Em campo, o Brasiliense fez exatamente o que o treinador não queria. No primeiro tempo o Cruzeiro começou bem, ocupando espaço no meio-campo e jogando objetivamente. Aos 23 minutos, Kelly fez 1 a 0 aproveitando cruzamento de Fred e falha da marcação pela esquerdo do time de Taguatinga. A reação foi rápida: aos 27 minutos o ala Márcio Careca cruzou para Dida, de cabeça, empatar. O equilíbrio do jogo e do placar foi quebrado por Adriano, que fez a diferença aos 42 minutos, aproveitando rebote da zaga do Brasiliense para fazer 2 a 1 para o Cruzeiro. No segundo tempo, a equipe mineira se deu ao luxo de poupar Fred enquanto o Brasiliense exercia pressão em busca da virada. "Nós conseguimos finalizar bem, e essa foi a nossa vantagem no jogo", disse Fred, que há três partidas não marca. O único lance de destaque, porém, aconteceu nos acréscimos, quando um zagueiro do cruzeirense cortou com a mão uma bola cruzada pela direita do ataque do Brasiliense, mas o árbitro nada marcou.Com a vitória o Cruzeiro passa a somar 30 pontos ganhos, e ainda quebrou a invencibilidade de cinco jogos sem derrota do Brasiliense. Agora, na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta no sábado o Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Já o Brasiliense recebe no domingo o Internacional, às 16 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.