Brasiliense quebra tabu em Goiânia

O Brasiliense quebrou um tabu nesta terça-feira à noite, ao derrotar o Gama, por 2 a 0, no Estádio Serra Dourada. Há dois anos, ou dez jogos, o time não tinha vencia seu maior rival, que por ter perdido o mando de dois jogos atuou em Goiânia. A vitória deixou o time presidido pelo ex-senador Luis Estevão, com 20 pontos, em quarto lugar, enquanto o Gama permanece com dez pontos na penúltima posição e ameaçado pelo rebaixamento. A superioridade do Brasiliense foi visível desde os primeiros minutos. O time, porém, abriu o placar num lance quase acidental, quando Paulo Isidoro tentou o cruzamento, a bola ganhou efeito e encobriu o goleiro Bruno, aos 8 minutos do primeiro tempo. O segundo gol saiu aos 4 minutos da etapa final, quando o meio-campo Carlinhos acertou um sem-pulo da entrada da grande área. O Gama ainda teve três jogadores expulsos: Leonardo Manzi, Goeber e Rochinha. O técnico Roberval Davino reconheceu a limitação do time e espera que a diretoria atenda seu pedido de contratar, pelo menos, cinco reforços para não cair para a Série C em 2004.

Agencia Estado,

15 de julho de 2003 | 22h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.