Brasiliense sem medo do Corinthians

Sem medo. O Brasiliense promete entrar em campo contra o Corinthians, no próximo dia 8, em São Paulo, na primeira partida da decisão da Copa do Brasil, com a "mesma humildade e garra" que marcaram a campanha da equipe na competição. "O time tem personalidade, criatividade e talento. Vamos repetir a dose com o Corinthians", avisou o dono do clube, o senador cassado Luiz Estevão.Equipe da terceira divisão nacional, o Brasiliense garantiu a vaga na final da Copa do Brasil depois de passar por adversários tradicionais como Fluminense e Atlético-MG. De início, ninguém no clube esperava ir tão longe. Mas agora, a ordem é evitar as comemorações pelo incrível feito já conquistado e se concentrar no Corinthians.Luiz Estevão afirmou que o seu time tem consciência de que o Corinthians é considerado o favorito nessa decisão. Mas ele faz questão de lembrar que, apesar de desconhecidos do público, os jogadores do Brasiliense são experientes e acostumados a enfrentar em campo a pressão de adversários de grande torcida. "O forte adversário não inibirá a equipe", garantiu o ex-senador. "Medo jamais, camisa não ganha jogo", disse o artilheiro Wellington Dias, que já fez sete gols na Copa do Brasil - dois só no jogo de quarta-feira, contra o Atlético-MG. Por conta disso, ele foi muito assediado nesta quinta-feira. Concedeu várias entrevistas e distribuiu inúmeros autógrafos.Por ironia, Wellington Dias sempre foi corintiano. Tendo que enfrentar o time do coração na final, ele diz agora, em tom de brincadeira, que é "Brasiliense desde criança", clube que tem apenas dois anos de existência.O jogador vibrou ao ver na TV a repetição dos gols que marcou na partida contra o Atlético-MG, no Serejão. Divertiu-se mais ainda com a declaração do comentarista da TV Globo, Dadá Maravilha, de que "o amarelo do Brasiliense está melhor do que o da seleção do Brasil".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.