Arquivo/AE
Arquivo/AE

Brasiliense surpreende e derrota a Portuguesa por 1 a 0

Time lusitano joga mal no Canindé e perde a chance de entrar no G-4; brasilienses se mantêm em segundo

AE, Agencia Estado

16 de junho de 2009 | 23h18

O Brasiliense venceu a disputa pela vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro ao derrotar a Portuguesa por 1 a 0, nesta terça-feira, no Canindé, em São Paulo, pela sétima rodada. De quebra, o time candango ainda acabou com a série de 11 jogos sem derrota da Lusa em casa.

 

Veja também:

tabela Classificação

lista Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

Com o resultado na capital paulista, o Brasiliense emplacou sua quinta vitória na Série B, o que lhe dá a segunda posição com 15 pontos, um atrás do líder Guarani, que joga no sábado contra a Ponte Preta. Já a Portuguesa segue com 11, provisoriamente em quinto lugar. O time paulista pode perder posições ainda nesta semana.

O gol da vitória brasiliense foi marcado ainda no primeiro tempo. Aos 26 minutos, Iranildo cobrou falta na cabeça de Claudio Luiz. O goleio Fábio saiu mal e facilitou a missão do zagueiro, que só teve o trabalho de desviar o cruzamento.

Na etapa final, Paulo Bonamigo mexeu na maneira de jogar da Portuguesa, que passou a ser mais veloz, mas com pouca presença de área. O time criou oportunidades, mas a retranca do Brasiliense garantiu o resultado.

Os dois clubes voltam a jogar somente na outra semana. A Portuguesa visita o Bragantino, em Bragança Paulista, no dia 27 (sábado). No mesmo dia, o Brasiliense também joga fora de casa contra o Paraná, em Curitiba.

PORTUGUESA 0 X 1 BRASILIENSE

Portuguesa - Fábio; César Prates, Bruno Rodrigo, Ediglê e Erick (Fernandinho); Ygor, Preto, Marco Antônio e Fellype Gabriel (Héverton); Kempes e Dinei (Fabrício). Técnico: Paulo Bonamigo.

Brasiliense - Guto; Claudio Luiz, Ailson e Cris; Juninho, Pedro Ayub, Didão, Iranildo (Coquinho) e Edinho; Fábio Junior (Abuda) e Chimba (Thiago Félix). Técnico: Roberval Davino.

Gol - Claudio Luiz, aos 26 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos - César Prates e Preto (Portuguesa); Claudio Luiz, Ailson e Cris (Brasiliense).

Árbitro - Jefferson Schmidt (SC).

Renda - R$ 26.740,00.

Público - 1.744 pagantes.

Local - Estádio do Canindé, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.