Brasiliense vai à Vila com ?cautela?

Bater o Santos, com Robinho em campo e ainda jogando na Vila Belmiro é o sonho de toda equipe. Mas para o Brasiliense, que está a dois pontos da zona de rebaixamento e há seis jogos sem vencer, a realidade supera a imaginação e por isso o time avisa que vai jogar com prudência contra o time da Baixada.Ainda mais porque Joel Santana está tendo muitos problemas para escalar a equipe. Marcelinho Carioca reclama de dores do tornozelo e não sabe se joga; Oséas reclama de contusão no tornozelo; e o volante Pituca, suspenso pelo terceiro amarelo, está fora (ele será substituído pelo zagueiro André Turatto). As possibilidades são: se Marcelinho Carioca não jogar, o meia Alex Oliveira entra em seu lugar, e o atacante Igor substitui Oséas. Com os desfalques, o time será mais fechado e menos ofensivo, apostando nos contra-ataques. "Ninguém enfrenta o Santos, com ou sem Robinho, e vai para cima", justifica o técnico Joel Santana, que pede ao seus jogadores que marquem sob pressão o adversário.O time de Brasília busca a sua afirmação na competição. Nas últimas rodadas mostrou-se uma pedra no sapato do São Paulo (empate por 3 a 3) e do Internacional (empate por 0 a 0). Mas está há seis jogos sem vencer e, fora de casa, conquistou três vitórias, dois empates e sofreu quatro derrotas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.