Bressan e Ramiro sofrem lesões e Cristian desfalca Grêmio por duas semanas

Clube gaúcho vem sofrendo com problemas físicos desde o início do ano

Estadao Conteúdo

06 Outubro 2017 | 20h36

Como se tornou comum ao longo da temporada, o dia no Grêmio foi de baixas por lesão. O zagueiro Bressan e os meio-campistas Cristian e Ramiro são as novas preocupações da equipe, que vem sofrendo com problemas físicos desde o início do ano. Por isso, o médico do clube, Márcio Bolzoni, concedeu entrevista coletiva após o treino desta sexta-feira.

+ Reserva no Cruzeiro, Rafael se vê valorizado com interesse tricolor

+ Chapecoense apresenta prestação de contas a vítimas da tragédia

Entre os três, o maior problema no momento é Cristian. Após dez meses sem atuar, o volante estreou como titular do Grêmio na vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, no último domingo, mas reclamou de dores na coxa esquerda, teve uma lesão no local diagnosticada e desfalcará a equipe por duas semanas.

"O Cristian apresentou uma lesão no músculo adutor da coxa esquerda, constatada na imagem de ressonância. É uma contusão um pouquinho maior, provavelmente mais 15 dias afastado dos trabalhos com bola", explicou Bolzoni.

Em relação a Bressan e Ramiro, ainda serão necessários exames mais profundos para diagnosticar a gravidade do problema. O meio-campista ficou de fora do treino do Grêmio nesta sexta-feira por conta de dores também na coxa esquerda, enquanto o zagueiro precisou deixar a atividade mais cedo depois de torcer o joelho esquerdo.

"Ramiro apresentou dor no posterior da coxa esquerda. Foi constatado um edema, sem ruptura de fibras musculares. Provavelmente uma recuperação entre uma semana e dez dias. Mas vamos observar sua evolução", comentou o médico gremista. "O Bressan, aparentemente, é lesão sem maior gravidade. Fará um exame de imagem neste sábado e daremos um prazo da recuperação."

Se alguns jogadores preocupam, outros vão se recuperando. O lateral Edílson e os atacantes Fernandinho e Barrios foram liberados pelo departamento médico para treinar normalmente. A maior expectativa, então, gira em torno do atacante Luan, que continua se recuperando de lesão a pouco mais de duas semanas do duelo contra o Barcelona-EQU pelas semifinais da Libertadores, dia 25.

"Para o Luan, ainda há necessidade de um período maior para cicatrização. Ainda ficará uma semana no departamento médico, mais dez ou 15 dias até estar trabalhando com bola novamente", disse Bolzoni, aumentando a apreensão gremista para a presença do jogador na partida em Guayaquil.

Nesta sexta-feira, os titulares do Grêmio realizaram um trabalho de movimentação e finalizações, enquanto os reservas disputaram um jogo-treino diante do sub-20 do Aimoré. O time tricolor venceu o duelo por 2 a 1, de virada, com gols de Jael e Patrick, mas a atividade ficou marcada pela presença do reforço Cícero, que jogou normalmente.

Mais conteúdo sobre:
futebolGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.