Divulgação/PMDF
Divulgação/PMDF

Torcedores de Flamengo e Palmeiras brigam em Brasília

Um flamenguista está em estado grave: 30 palmeirenses fora presos, de acordo com a polícia

Gustavo Aguiar, O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2016 | 20h44

Membros das organizadas de Flamengo e Palmeiras brigaram no intervalo e depois da partida no estádio Mané Garrincha e, segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, 30 palmeirenses foram detidos e dois flamenguistas foram hospitalizados, um deles está em estado grave. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar do DF, palmeirenses com os rostos cobertos pela camisa do time deixaram da área destinada à torcida alviverde e invadiram o local reservado aos flamenguistas.

Os seguranças do estádio tentaram conter o confronto, mas não conseguiram e, por isso, os policiais foram acionados e usaram gás de pimenta e bombas de efeito moral para dispersar a briga. Os torcedores reagiram invadindo a área de bares do estádio e arremessaram lixeiras contras os policiais. 

Um torcedor de 30 anos do Flamengo foi espancado pelos adversários, sofreu vários ferimentos pelo corpo e teve um corte no rosto. Ele foi levado para o hospital sangrando muito, mas consciente, segundo o Corpo de Bombeiros. Um outro flamenguista também foi espancado e está em estado grave. A polícia informa que os agressores poderão responder por tentativa de homicídio por causa da agressão ao torcedor rival.

Aproximadamente 350 policiais foram deslocados para conter o confronto no estádio, com o apoio de policiais que atuaram na escolta de torcedores. Três sargentos saíram feridos. Um teve o nariz quebrado por uma pedrada, o segundo, as mãos perfuradas por estilhaços e o terceiro, uma contusão causada por um extintor arremessado em suas costas. O spray de pimenta utilizado pela PM acabou chegou as arquibancadas e ao gramado do estádio Mané Garrincha. Torcedores e jogadores das duas equipes tiveram dificuldades para respirar e alguns precisaram de atendimento médico. Por causa da confusão, o segundo tempo da partida começou com dez minutos de atraso.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.