Reprodução/ Twitter
Reprodução/ Twitter

Briga entre torcedores de Juventude e Athletico-PR termina com presos e feridos

Confronto acontece nos arredores do estádio Alfredo Jaconi antes do jogo entre as equipes pelo Campeonato Brasileiro

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2022 | 19h57

Uma enorme confusão tomou conta das imediações do estádio Alfredo Jaconi na noite desta quarta-feira, quando torcedores de Juventude e Athletico-PR brigaram de forma selvagem antes do jogo entre os times, válido pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Quatro foram presos pela polícia, enquanto outros dois ficaram feridos.

Segundo relatos, torcedores do Athletico-PR chegaram cedo ao estádio do Juventude e foram ao encontro dos gaúchos para brigar. Ambos usaram pedaços de madeira, rojões e outros objetos no confronto, que rapidamente começou a ser compartilhado nas redes sociais.

Policiais foram acionados e rapidamente contiveram a confusão entre os torcedores, dispersando os rubro-negros paranaenses para a entrada visitante. Após longa revista, o comando de segurança local proibiu a entrada dos torcedores do Athletico-PR no Alfredo Jaconi e os colocaram nos ônibus para retorno a Curitiba.

Não há nenhuma informação dos torcedores que ficaram feridos na briga, enquanto os que foram presos terão que assinar termo circunstanciado antes de serem liberados. Em nota oficial, o Juventude lamentou o ocorrido antes do confronto e culpou os torcedores do Athletico-PR pela confusão.

CONFIRA A NOTA OFICIAL DO JUVENTUDE

Lamentavelmente, alguns “torcedores” do Athletico chegaram no estádio Alfredo Jaconi buscando exclusivamente confusão, saindo do setor destinado aos visitantes, percorrendo mais de 100 metros na rua, portando foguetes, pedras e armas brancas até o local onde estava localizada a torcida do Juventude. No caminho, torcedores que chegavam ao estádio foram agredidos, carros foram danificados e o comércio se viu obrigado a fechar as portas. Conduta inaceitável e absolutamente condenável.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.