Briga leva atletas a hospital e suspende jogo do Gaúcho

Uma enorme confusão causou a suspensão do jogo entre Internacional, de Santa Maria, e Veranópolis, nesta segunda-feira, no estádio Presidente Vargas, no encerramento da sexta rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho. No final do primeiro tempo, com o duelo empatado em 1 a 1, os jogadores dos dois times começaram uma briga generalizada e a Brigada Militar entrou em campo para dispersar a confusão dentro do gramado.

AE, Agencia Estado

30 de março de 2009 | 23h19

O problema é que os policiais usaram o gás de pimenta para acabar com a briga e essa atitude acabou fazendo com que cinco jogadores do Veranópolis - Ademir, Diego Corrêa, Marília, Kito e Dinei - passassem mal e fossem levados a um hospital de Santa Maria.

Com a confusão, a ambulância teve de entrar no gramado e o jogo foi paralisado pelo árbitro Rogério Gonçalves. Após quase uma hora de espera, a decisão pela suspensão do jogo foi tomada.

Agora, a Federação Gaúcha de Futebol terá de decidir pela continuação da partida ou pela anulação do que foi jogado nesta segunda, marcando uma nova data para o confronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.