Reprodução
Reprodução

Torcedores de Peñarol e Flamengo brigam antes de jogo pela Libertadores no Rio

Confusão contou com agressões, depredação a ônibus e pessoas feridas

Redação, O Estado de S. Paulo

03 de abril de 2019 | 18h43
Atualizado 03 de abril de 2019 | 22h00

Torcedores de Peñarol e Flamengo se envolveram em uma briga no fim da tarde desta quarta-feira no Leme, Zona Sul do Rio de Janeiro. Antes das duas equipes se enfrentarem no Maracanã, pela Copa Libertadores, houve um confronto no calçadão do bairro, com agressões, depredações de ônibus e a detenção de uruguaios após a confusão. Um torcedor brasileiro identificado como Roberto Almeida, de 60 anos, foi encaminhado ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea (zona sul). Não havia detalhes sobre seu estado de saúde até as 21h10 desta quarta-feira.

A aglomeração de uruguaios era grande no Leme porque a delegação do time está hospedada no bairro. Os torcedores do Peñarol e do Flamengo entraram em conflito, que foi registrado por internautas e moradores da região e publicados nas redes sociais. Imagens mostram um torcedor deitado no chão e agredido por vários homens, além de registros de vandalismo contra ônibus que passam pela rua.

A Polícia Militar foi ao local e para conter o confronto, decidiu deter todos os uruguaios que lotavam dois ônibus. Os torcedores do Peñarol foram conduzidos ao Juizado Especial Criminal. Um dos feridos na briga ainda foi levado pelos Bombeiros para ser socorrido em um hospital.  

Para a partida no Maracanã, a diretoria do Flamengo reservou 2 mil ingressos para a torcida uruguaia. O clube carioca lidera o grupo D da competição com duas vitórias, enquanto o Peñarol está em terceiro, com uma vitória e uma derrota.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.