Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Brighton tem jogador diagnosticado com covid-19, mas mantém treinos individuais

Clube inglês não revela qual atleta foi contaminado, mas assegura que tem respeitado as medidas de distanciamento

Redação, Estadão Conteúdo

10 de maio de 2020 | 10h44

O Brighton revelou neste domingo que um jogador do elenco testou positivo para o novo coronavírus. Mesmo assim, o clube inglês, um dos primeiros a retomarem os treinos individuais, não vai interromper as atividades em seu centro de treinamento.

O Brighton não divulgou o nome do jogador, que ficará isolado por 14 dias. É o terceiro caso de um atleta do clube inglês infectado pelo vírus. Os dois outros haviam sido diagnosticados com a doença no início da pandemia. O clube afirmou que os jogadores respeitam as regras de distanciamento social durante as atividades.

"É uma preocupação. Apesar de todas as medidas que tomamos nas últimas semanas, em que os jogadores não estiveram envolvidos em nenhum treinamento significativo, ainda sofremos com outro jogador testando positivo para o vírus", disse o diretor executivo do Brighton, Paul Barber, em entrevista à emissora Sky Sports.

Os 20 clubes da Premier League vão se reunir por meio de uma videoconferência nesta segunda-feira para discutir mais planos para o reinício do Campeonato Inglês. O torneio ainda não tem data definida para ser retomado, mas a liga trabalha com a possibilidade de os jogos voltarem a partir do dia 8 de junho, com portões fechados.

Recentemente, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson discursou estabelecendo as etapas para o relaxamento progressivo das regras de confinamento na Grã-Bretanha, imposta no final de março. O governo disse que quer ver o retorno da Premier League para "elevar o espírito da nação".

"Uma das coisas que pedimos à Premier League é um plano completo de todas as etapas do retorno ao jogo", disse o dirigente do Brighton. O clube é um dos que se opõem à ideia sugerida pela liga de usar estádios neutros nos 92 jogos remanescentes da competição. Esta sugestão é o grande ponto de divergência dentro do "Projeto Reinício", plano elaborado pela Premier League para o retorno do torneio, suspendo desde março em razão da pandemia do novo coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.