Will Oliver / EFE
Will Oliver / EFE

'Brigões' garantem sofrida vitória do Arsenal sobre o West Ham em Londres

Ceballos deu assistência para Nketiah marcar o gol que garantiu o triunfo aos 40 do segundo tempo

Redação, Estadão Conteúdo

19 de setembro de 2020 | 19h13

Há uma semana, Ceballos e Nketiah foram notícia no Arsenal por desentendimento em uma roda de "bobinho". Trocaram empurrões por duas vezes e acabaram na reserva diante do Fulham, na estreia pelo Campeonato Inglês. Neste sábado, com arestas aparadas, foram decisivos com assistência e gol na vitória apertada sobre o West Ham por 2 a 1, no Emirates Stadium, em Londres, pela segunda rodada.

O lance decisivo aconteceu quando faltavam apenas cinco minutos para o final do tempo regulamentar. Ceballos recebeu livre na área, pela esquerda, e mostrou que não ficaram rusgas da discussão ao rolar para Nketiah, livre, empurrar para as redes e fazer 2 a 1.

Diferentemente do experimente meia espanhol, o jovem inglês da seleção sub-21 não esteve em campo desde o início. Ele entrou no lugar do centroavante francês Lacazette, que fez o primeiro gol do Arsenal, apenas aos 32 do segundo tempo. E precisou só de oito minutos em campo para evitar o vexame em casa. A comemoração foi imitando uma ligação. Certamente não foi para Ceballos, que saiu para o lado oposto.

O jogo começou com domínio do Arsenal e gol logo aos 14 minutos. Lacazette recebeu de Aubameyang, em posição questionável, e abriu o marcador com forte cabeçada. Apesar da reclamação visitante, o VAR garantiu posição legal do atacante.

Antonio empatou antes do intervalo e o West Ham se animou com o gol, voltando com tudo na fase final. Foram duas chances com o atacante - uma boa defesa do goleiro Leno e outra bola no travessão. O empate parecia provável quando Saka fez bela jogada que terminou com a redenção dos brigões. Ele deu passe em profundidade para Ceballos, que cruzou para Nketiah manter os 100% de aproveitamento do Arsenal.

O meia brasileiro William, destaque na estreia contra o Fulham, desta vez teve apresentação discreta e acabou substituído no segundo tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.