Brindeiro quer indiciamento de Eurico

O procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, pediu nesta sexta-feira ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determine a abertura de um inquérito criminal contra o presidente do Vasco, o deputado federal Eurico Miranda (PPB-RJ).Para justificar o pedido de abertura de inquérito, Brindeiro afirma que é necessário investigar a ocorrência, em tese, de crimes contra a ordem tributária e contra a Seguridade Social que teriam sido cometidos por dirigentes do Vasco, dentre eles Eurico Miranda.De acordo com o chefe do Ministério Público Federal, há suspeitas de que os responsáveis pelo Vasco deixaram de fornecer documentos pedidos pela Receita Federal, não recolheram Imposto de Renda retido na fonte e cometeram irregularidades relacionadas à Contribuição para Financiamento da Seguridade Social de dezembro de 1992 a setembro de 1999.Brindeiro pede que Celso de Mello determine a quebra do sigilo fiscal do Vasco. Ele também quer que a Polícia Federal ouça o deputado federal Eurico Miranda e o contador Miguel Antônio Vaz para descobrir quem determina o pagamento de tributos, de quem é a ordem para promover a quitação desses valores e quem autoriza a entrega dos documentos que são requisitados pela Receita Federal.Essa não é primeira vez que o Ministério Público requisita a abertura de um inquérito criminal contra Eurico Miranda. De acordo com o STF, outros sete pedidos contra o presidente do Vasco já foram protocolados no Supremo. Dentre eles, destaca-se o inquérito no qual o deputado é acusado de lesões corporais sofridas por torcedores durante a final da Copa João Havelange de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.