Britânicos dão destaque a escândalo envolvendo Capello

Técnico da seleção inglesa é investigado por fazer negócios ilícitos com empresa que representa jogadores

ANSA

01 de abril de 2008 | 11h31

O técnico da seleção inglesa, Fabio Capello, será investigado pela Promotoria de Roma por fazer negócios ilícitos através da GEA World, empresa de representação de jogadores; a imprensa britânica chamou o caso de "escândalo constrangedor" e estampou na primeira página uma fotografia de Capello saindo do Palácio de Justiça de Roma, com policiais ao fundo. Capello teria adquirido de maneira ilegal os direitos representativos de diversos atletas juntamente com Antonio Giraudo, ex-administrador delegado da Juventus, clube que dirigiu de 2004 a 2006. O treinador teria conquistado poder suficiente para influenciar o mercado de transferências de jogadores. Jornais da Grã-Bretanha também deram espaço as respostas do treinador italiano, que não escondeu a sua frustração pela situação. "Capello furioso com possível investigação no processo de corrupção" é o título do The Times, que explica que "apesar de a condenação mais provável ser uma simples multa, o código prevê dois anos de detenção por ocultação de informações". Ainda no The Times, os amigos descrevem Capello contrariado e furioso com as acusações que o fizeram passar por um homem desonesto, devido às suas "declarações reticentes", segundo o promotor italiano Luca Palamara, após comparecer na segunda-feira perante a Justiça da Itália. O The Guardian deu: "Capello arrisca uma investigação por declarações reticentes", recordando a testemunha de acusação do técnico checo Zdenek Zemana, assim como outros casos abertos pela Promotoria de Turim por evasão fiscal, em que Capello também estaria envolvido. "Capello envolvido em processo de corrupção" é a manchete do Daily Telegraph, que lembra que "Capello era o treinador da Juventus nos dois anos em que o clube foi acusado de subornar árbitros", sem esquecer, porém, que "não existe nenhuma evidência de que o técnico esteja de algum modo envolvido nessas partidas". Já o Daily Mail desafia o técnico da Inglaterra com o título "Diga a verdade, Fabio". Essa matéria diz que "o Ministério Público acusa o treinador da Inglaterra no processo de partidas com resultados combinados". Além de Capello e Giraudo, mais oito pessoas estão sendo investigadas pela polícia italiana, entre elas o ex-dirigente Luciano Moggi e Alessandro Capello, filho do técnico da Inglaterra e presidente da GEA, além de Davide Lippi, representante esportivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.