Paulo Pinto/São Paulo FC
Paulo Pinto/São Paulo FC

Bruno Alves celebra 100º jogo pelo São Paulo e aponta mudanças para 2020

Zagueiro atingirá marca na partida contra o Água Santa, nesta quarta-feira, no Morumbi, pela estreia do Campeonato Paulista

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de janeiro de 2020 | 16h48

O zagueiro Bruno Alves completará 100 jogos pelo São Paulo nesta quarta-feira, contra o Água Santa, no Morumbi, pela estreia do Campeonato Paulista. Na véspera da partida, o defensor concedeu entrevista coletiva no CT da Barra Funda, comemorou a marca e apontou mudanças na equipe para 2020.

"Eu estava falando antes da coletiva que no Figueirense fiquei nove anos e demorei seis para completar 100 jogos. Aqui no São Paulo, em dois anos e meio, eu já estou fazendo o 100º jogo. Então dá para ver a evolução, e fico muito feliz com isso. Que venham mais e mais jogos com a camisa do São Paulo", celebrou.

Bruno Alves elogiou o trabalho do técnico Fernando Diniz durante a pré-temporada e comentou os ajustes que foram feitos na equipe. O treinador foi contratado em 2019 e teve pouco tempo para trabalhar o time na reta final do Campeonato Brasileiro.

"A oscilação nos atrapalhou muito ano passado e a gente não conseguia colocar a intensidade que ele pedia. Não podemos mais confundir ter posse com ser moroso com a bola. Temos que ser mais agressivos para buscar o gol. Na pré-temporada a gente se cobrou muito para melhorar nossos problemas. O Diniz também cobrou ao extremo, mas nos abraçou. Ele vai recuperar cada jogador. Estamos todos fechados. Precisamos disso para brigar por títulos", afirmou.

O zagueiro ainda pediu o apoio da torcida para 2020. O São Paulo estreia em casa nesta temporada. A partida contra o Água Santa será nesta quarta-feira, a partir das 21h30, no Morumbi.

"A gente sabe da força de jogar no Morumbi, o apoio do nosso torcedor, vamos precisar deles esse ano. Não só no Morumbi, mas fora de casa também para mantermos a regularidade", disse Bruno Alves.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.