São Paulo / DIvulgação
São Paulo / DIvulgação

Bruno Alves testa negativo para coronavírus, mas não reforçará o São Paulo

Zagueiro permanecerá na capital paulista para não ter de viajar em voo de carreira

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de novembro de 2020 | 19h40

O zagueiro Bruno Alves teve diagnóstico negativo em novo teste de coronavírus realizado na última quarta-feira, mas não vai reforçar o São Paulo na partida contra o Bahia, neste sábado, em Salvador. Isso porque o clube não quer que o defensor viaje sozinho, em voo de carreira, onde a possibilidade de contaminação aumenta. O São Paulo tem fretado voos para evitar casos de covid-19 em seu elenco.

Bruno Alves não viajou na última terça com o São Paulo para o Ceará porque um familiar contraiu o coronavírus. Ele já havia tivo diagnóstico negativo em exame realizado na última segunda, mas permaneceu na capital paulista por precaução. O novo teste feito na quarta também teve resultado negativo.

Sem Bruno Alves, o técnico Fernando Diniz também não poderá contar com outro zagueiro: Diego Costa, que recebeu o terceiro cartão amarelo durante o empate por 1 a 1 com o Ceará e terá de cumprir suspensão diante do Bahia. A tendência é de que Arboleda assuma a posição de titular na zaga tricolor ao lado de Léo.

O São Paulo voltou a treinar nesta quinta, no CT do Fortaleza. A delegação permaneceu na capital do Ceará e vai diretamente para Salvador. Nesta sexta, a atividade será realizada no CT do Vitória.

Suspenso contra o Ceará, o artilheiro Brenner está com o elenco no Nordeste e reserva ao time para o jogo diante do Bahia. O meia Hernanes, reserva, também cumpriu suspensão e volta a ficar à disposição do técnico Fernando Diniz.

A provável escalação do São Paulo para o confronto deste sábado tem: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Léo e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Igor Gomes e Gabriel Sara; Luciano e Brenner. A partida contra o Bahia será neste sábado, às 19h, na Arena Fonte Nova, pela 23ª rodada do Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.