Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Bruno Alves treina no campo e volta a ficar à disposição de Diniz no São Paulo

Zagueiro ficou fora dos confrontos com Ceará e Bahia na semana passada, ambos no Nordeste e pelo Brasileirão, por precaução após um familiar contrair o coronavírus

Redação, Estadão Conteúdo

30 de novembro de 2020 | 18h50

O técnico Fernando Diniz pode ter reforços para escalar o São Paulo no duelo com o Goiás, quinta-feira, adiado da primeira rodada do Campeonato Brasileiro, fora de casa. O zagueiro Bruno Alves e outros cinco jogadores, todos em recuperação de lesões, treinaram com bola nesta segunda-feira no CT da Barra Funda.

Bruno Alves ficou fora dos confrontos com Ceará e Bahia na semana passada, ambos no Nordeste e pelo Brasileirão, por precaução após um familiar contrair o coronavírus. O camisa 3, que já havia testado negativo para a doença, voltou a ser examinado, assim como seus familiares, sendo liberado para treinar ao lado dos jogadores que não viajaram a Fortaleza e Salvador.

Na atividade, Bruno Alves trabalhou com atletas que se recuperam de contusões: Paulinho (lesão no joelho), Lucas Perri (artroscopia no joelho direito sem necessidade de sutura meniscal), Toró (entorse no joelho), Igor Vinícius (desconforto muscular) e Gonzalo Carneiro (desconforto muscular).

Além de Bruno Alves, outro reforço do São Paulo para o duelo com Goiás será o também zagueiro Diego Costa, que cumpriu suspensão automática no triunfo sobre o Bahia. E ele deve retomar a titularidade na quinta. Já Liziero e Walce continuam se recuperando de lesões e voltarão a desfalcar o time.

Já o restante do elenco do São Paulo folgou nesta segunda, tendo reapresentação marcada para terça-feira. Com 41 pontos e dois jogos a menos, a equipe está a um do primeiro colocado Atlético-MG e assumirá a dianteira em caso triunfo na quinta-feira em Goiânia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.