Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Bruno César e Vargas estão nos planos do Santos

Time paulista busca jogadores mais experientes para reforçar o elenco de 2014

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

14 de outubro de 2013 | 07h30

SANTOS - A campanha irregular no Campeonato Brasileiro faz com que o Santos pense em reforços de peso para 2014 e a diretoria trata alguns nomes abertamente, como os casos do chileno Vargas, hoje no Grêmio, e Bruno César, ex-Corinthians e atualmente no Al-Ahli, da Arábia Saudita. Os jogadores têm o perfil procurado pelo clube, que agora busca atletas experientes e que cheguem para resolver jogos e não para compor elenco, função que será ocupada pelos garotos da base.

Embora não tenha aberto negociações com nenhum dos dois atletas, o gerente de futebol Zinho admite que a dupla está nos planos para o ano que vem e que será procurada. "São nomes que me agradam muito. São excelentes jogadores, que já são realidade e não tremem em vestir a camisa do Santos", explicou o dirigente à rádio Capital/ESPN.

Bruno César é sonho mais antigo e já foi procurado durante a Copa das Confederações, mas não chegou a um acerto salarial. A expectativa da diretoria é que agora as partes se entendam e viabilizem o acordo. O clube aposta no desejo do meia em voltar para o Brasil como um fator que ajude o entendimento. Com Vargas a situação é mais complicada, já que o Napoli, dono dos seus direitos, desembolsou quase R$ 40 milhões para contratá-lo da Universidad de Chile em 2011 e não está disposto a perder dinheiro. O empréstimo para o Grêmio serviu justamente para tentar valorizá-lo para uma venda futura e os santistas não sabem se o Napoli toparia um novo empréstimo.

"Vamos ver se tem condição de trazer. Não só eles como também outros nomes que analisamos no mercado. Não pode ficar só no plano A, temos de ter o B, o C. Eles interessam, mas não estamos dialogando com eles", disse Zinho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCVargasBruno César

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.