Bruno culpa 'azar' por empate que complica Palmeiras

Goleiro do alviverde lamentou gol sofrido no final e aproveitou para criticar postura de alguns torcedores palmeirenses

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 19h44

O goleiro Bruno descreveu como "azar" o gol marcado por Vagner Love aos 43 minutos do segundo tempo de jogo em Volta Redonda, que selou o empate em 1 a 1 com o Flamengo, e deixou o Palmeiras mais perto da Série B do Campeonato Brasileiro.

"Não tem mais o que falar. A gente fez o que tinha o que fazer nesse jogo. A gente deu azar, a bola bateu no (Adalberto) Román e entrou no gol", comentou o goleiro, desolado, na saída do gramado no Estádio Raulino de Freitas, neste domingo.

Para Bruno, o Palmeiras cumpriu seu papel num jogo decisivo. "A gente marcou direitinho o time do Flamengo, fez um gol sofrido, ficou segurando lá atrás. Teve chance de matar o jogo e não matou. Aí, a bola desvia no Román e entra no gol. É difícil. Muito azar", lamentou.

Autor de 19 gols na Série B de 2003, quando foi o artilheiro da competição e principal nome do Palmeiras no acesso, Vagner Love marcou o gol que pode selar, ainda neste domingo, a volta da equipe que o revelou à segunda divisão.

O jogador, que saiu o Palmeiras na sua segunda passagem pelo Palestra Itália reclamando de ameaças da torcida, lamentou o possível rebaixamento alviverde e pediu uma postura diferente dos torcedores.

"Tenho muita gratidão ao Palmeiras, mas sou profissional e tenho que fazer sempre o meu melhor. Não procuro fazer mal a ninguém. Mas alguns torcedores do Palmeiras têm que rever isso aí, tem que estar sempre apoiando o time. Não pode agredir ninguém porque isso vai diminuindo a vontade de os jogadores jogarem nesse time grande", destacou Love.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.