JEAN-PHILIPPE KSIAZEK / AFP
JEAN-PHILIPPE KSIAZEK / AFP

Bruno Guimarães sofre pênalti e abre caminho para a vitória do Lyon sobre o Lens pelo Francês

Apesar de bom desempenho no futebol europeu, volante brasileiro não foi lembrado por Tite na convocação para jogos de novembro das Eliminatórias

Redação, Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2021 | 18h22

Mais uma vez os brasileiros do Lyon tiveram participação importante neste início de temporada e o time derrotou o Lens, vice-líder do Campeonato Francês, por 2 a 1, na tarde deste sábado. O jogo aconteceu no Parc Olympique Lyonnais e foi válido pela 12ª rodada.

O resultado positivo leva o Lyon aos 19 pontos, na quinta colocação. O Lens segue na segunda colocação momentaneamente, apesar da derrota, mas vê o líder PSG abrir 10 pontos de vantagem na ponta da tabela. O Lens tem 21 pontos ganhos.

O primeiro gol do Lyon aconteceu aos 25 minutos do primeiro tempo, após jogada entre os brasileiros Lucas Paquetá e Bruno Guimarães, que terminou em pênalti marcando em cima de Bruno. O atacante Toko Ekambi foi para a cobrança e converteu.

O Lens chegou a empatar com gol de Clauss, mas o VAR anulou o gol marcado pelos visitantes. O primeiro tempo ainda teve o segundo gol do Lyon. Aos 41 minutos, Houssem Aouar pegou rebote e cabeceou para ampliar.

O Lens contou com um pouco de sorte para colocar fogo no jogo aos 16 minutos do segundo tempo e diminuir o placar para 2 a 1. Kalimuendo chutou de maneira esquisita e conseguiu enganar o goleiro Lopes do Lyon para marcar o gol, que dessa vez valeu. Apesar de dificultar a vida do Lyon até o final do jogo, o Lens não teve sucesso buscando o empate.

A Liga Europa passa a ser o foco do Lyon a partir de agora. Na próxima quinta-feira, o time francês enfrentará o Sparta Praha em casa pela quarta rodada da fase de grupos do torneio. Já o Lens volta a campo pelo Campeonato Francês na próxima sexta-feira, para enfrentar o Troyes em casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.