Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Bruno Henrique diz que vontade de apagar 2018 foi impulso na estreia pelo Fla

Atacante fez os dois gols na vitória sobre o Botafogo no clássico de sábado

Redação, Estadão Conteúdo

28 de janeiro de 2019 | 19h15

Destaque do Flamengo no clássico contra o Botafogo ao marcar os gols da vitória por 2 a 1, sábado, no Engenhão, o atacante Bruno Henrique afirmou nesta segunda-feira que o desejo de deixar para trás as decepções do ano passado, quando sofreu com várias lesões, foram motivação extra para brilhar em seu primeiro compromisso pelo time.

"Atribuo à vontade pelo que não fiz em 2018. Tive três ou quatro lesões no ano, no olho, no adutor... Estava com muita vontade de entrar em campo e poder ajudar", disse o jogador, em entrevista coletiva.

O atacante não sabe se estará em campo nesta terça-feira, diante do Boavista, pela quarta rodada da Taça Guanabara. Mas a tendência é que ele seja escalado pelo técnico Abel Braga, que vem adotando um rodízio no Flamengo neste início de temporada.

"A estratégia para escalar o time é com o professor Abel. Se for feito um revezamento, acho importante, pois todos os jogadores vão se sentir importantes para o grupo. Quem ganha com isso é o time. Temos muitos jogos previstos para este ano", afirmou.

Além disso, o ex-santista afirmou que está ansioso por atuar no Maracanã, palco do duelo com o Boavista, com a camisa do Flamengo. "A expectativa é a melhor possível. A torcida é apaixonada, empurra o time, incentiva. Eu sou jogador ofensivo e ganho confiança com o apoio da torcida."

Bruno Henrique revelou que ainda não está 100% e precisa aprimorar a forma física após atuar apenas no segundo tempo do duelo com o Botafogo. "Ninguém está. Foram os meus primeiros 45 minutos oficiais do ano. Fiz algumas jogadas, mas não consegui recompor bem e não conseguia dar uns arranques em sequência."

O jogador também disse que não tem preferência por atuar do lado direito ou esquerdo do campo, no qual costuma atuar com mais frequência, mas para o qual o Flamengo conta com Vitinho no seu elenco. "Tenho facilidade de jogar pelos dois lados. Joguei assim no Goiás, na Alemanha, no Santos. Não vou ter dificuldades. Onde o Abel optar por mim, eu jogo."

O Flamengo lidera o Grupo B da Taça Guanabara, com sete pontos. Foram três jogos disputados, com duas vitórias e um empate.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
FlamengofutebolBruno Henrique

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • Raí valoriza montagem do elenco do São Paulo para o Brasileirão
  • Em crise, Figueirense se movimenta para evitar novo W.O.
  • Corinthians, Palmeiras e São Paulo tem as melhores defesas do Campeonato Brasileiro
  • Podcast: personalidades do esporte analisam a situação do futebol no Brasil
  • Bruno Henrique vibra com gols no Maracanã: 'Semana mais feliz da minha vida'

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.