Marcos Bezerra/Futura Press
Marcos Bezerra/Futura Press

Bruno Henrique elege coletivo como fator determinante para boa fase do Santos

Time está com uma série invicta desde a saída do técnico Dorival Junior

Estadao Conteudo

23 de junho de 2017 | 17h42

O atacante Bruno Henrique, do Santos, elegeu - em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé, em Santos - o espírito coletivo como fator decisivo para a recuperação do time no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, a equipe santista voltará a campo em jogo válido pela 10.ª rodada, às 19 horas, no estádio da Vila Belmiro, para enfrentar o Sport.

"Isso é o primordial na nossa equipe: o coletivo. Todos se ajudando. Como a defesa está quatro ou cinco jogos sem marcar gols. Isso vale pra todos. A gente da frente também faz parte desse trabalho porque a gente ajuda a marcar bastante. O a gente marcando e atacando está sendo primordial pra gente", decretou o atacante.

Bruno Henrique prevê uma partida muito complicada. O atacante ressaltou a qualidade do adversário, lembrando da exibição do time recifense na rodada passada, quando conquistou um empate (2 a 2) diante do Atlético Mineiro, em Belo Horizonte.

"Mais uma guerra. O Sport veio de um bom resultado em Belo Horizonte contra o Atlético Mineiro. A equipe do Atlético também é muito qualificada e está oscilando muito no campeonato, mas o Sport conseguiu um bom resultado, um empate. Creio que eles virão da mesma maneira, pelo empate ou até mesmo uma vitória. A gente que tem que ficar precavido para não sermos surpreendidos", projetou o atacante.

Por outro lado, o atacante revelou que o grupo tem sentido a maratona de jogos devido às competições simultâneas que disputa (Brasileirão, Copa do Brasil e Copa Libertadores). Mas Bruno Henrique garantiu que o cansaço não irá diminuir o ritmo da equipe.

"O desgaste é muito grande. Menos de um mês e vamos ter mais de 12 jogos. Chegamos de viagem ontem (quinta-feira) às oito e meia da noite, hoje (sexta) tem concentração e amanhã (sábado) tem jogo bastante difícil. E a gente quer a vitória dentro de casa com o apoio do torcedor. Não pensamos em outro resultado a não ser a vitória", frisou Bruno Henrique.

Para o confronto contra o Sport, o técnico Levir Culpi não poderá contar com o zagueiro David Braz, que cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo recebido na partida contra o Vitória, em Salvador. Mas o treinador terá à disposição Lucas Lima, cujo nome está envolto em uma possível negociação com o Barcelona. O meia treinou nesta sexta-feira e deverá ser escalado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.