Eugene Hoshiro/AP
Eugene Hoshiro/AP

Bruno Metsu, técnico do Senegal na Copa de 2002, morre na França

Ex-jogador e treinador francês perdeu a luta contra um câncer de cólon

AE-AP, Agência Estado

15 Outubro 2013 | 09h25

PARIS - Ex-jogador e técnico francês, Bruno Metsu morreu nesta terça-feira em seu país, aos 59 anos, vítima de câncer. Seu principal trabalho como treinador aconteceu na seleção senegalesa, que surpreendeu a todos na Copa do Mundo de 2002, na Coreia do Sul e no Japão, vencendo a então atual campeã França e chegando às quartas de final com um futebol bonito e ofensivo.

Depois de treinar clubes menores na França e a seleção senegalesa, entre 2000 e 2002, Metsu fez sua carreira nos Emirados Árabes Unidos e no Catar. Em julho de ano passado ele substituiu o argentino Diego Maradona no comando do Al Wasl, mas foi obrigado a deixar o clube logo depois, após ter sido diagnosticado com um câncer no cólon. Nos últimos meses, a doença se espalhou para os pulmões e para o fígado.

Clube defendido por Bruno Metsu como jogador, entre 1979 e 1982, e como treinador, na temporada 1992/1993, o Lille lamentou a morte daquele que, segundo comunicado oficial, "ajudou a equipe a se restabelecer na primeira divisão da França". "É com grande tristeza que soubemos da morte do de Bruno Metsu", dizia a nota.

Mais conteúdo sobre:
futebolBruno Metsu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.