Bruno Haddad / Cruzeiro
Bruno Haddad / Cruzeiro

Bruno Silva demonstra confiança em apresentação e já projeta títulos no Cruzeiro

"Vim para cá não apenas para falar que o Bruno passou pelo Cruzeiro, mas vim para jogar, para brigar por títulos

Estadâo Conteúdo

09 Janeiro 2018 | 17h18

Depois de uma longa polêmica envolvendo a liberação de Botafogo e Ponte Preta, o volante Bruno Silva finalmente foi apresentado no Cruzeiro nesta terça-feira. E, confiante, ele garantiu que chega ao clube mineiro para conquistar títulos.

+ Marcelo Hermes prevê boa disputa com Egídio na lateral do Cruzeiro

"Fiquei tranquilo com a negociação. Sou um cara profissional, estava focado no Botafogo, tinha um contrato, não me atrapalhou", afirmou o atleta. "É um grande desafio. Vim para cá não apenas para falar que o Bruno passou pelo Cruzeiro, mas vim para jogar, para brigar por títulos. É uma equipe que manteve uma base vitoriosa e cheguei para ajudar. Quero brigar por títulos."

Bruno Silva lembrou, inclusive, da campanha do Botafogo na Copa Libertadores - caiu nas quartas de final - para garantir que o Cruzeiro tem boas chances de conquistar o título da competição.

 

"No ano passado, muitos colocaram o Botafogo como o patinho feio, o azarão. E nós, trabalhando, provamos que não era bem assim", lembrou. "Hoje, com certeza, o Cruzeiro não pode pensar menos que no título. Já estou adaptado, sou mineiro, fui bem recebido por todos e já estou me sentindo em casa."

 

Feliz com o acerto, o volante revelou também que boa parte de sua família é cruzeirense. "É a realização de um sonho", acrescentou. "Quero procurar meu espaço, vim para poder ajudar. E quero de novo estar disputando para ser o melhor volante do Brasil. O Cruzeiro me deu toda essa estrutura de trabalho, então agora só depende de mim."

 

Sobre a posição que pretende atuar no Cruzeiro, depois de fazer inúmeras funções no Botafogo, Bruno Silva deixou nas mãos do técnico Mano Menezes. "Hoje, no futebol, o jogador é versátil, não joga apenas em uma posição. Atuei como primeiro e segundo volante no Botafogo, que é a minha posição. Mas o Jair (Ventura) me adaptou como terceiro, que sai mais. Independentemente de onde o Bruno jogar, vai dar o seu melhor."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.