Brunoro culpa fator emocional por lanterna no Brasileirão

Em desembarque do elenco em São Paulo, diretor executivo do Palmeiras crê que equipe tem qualidade e vai começar a melhorar

DANIEL BATISTA, O Estado de S. Paulo

21 de agosto de 2014 | 15h06

O elenco do Palmeiras desembarcou na tarde desta quinta-feira no Aeroporto de Congonhas, após a derrota por 2 a 1 para o Sport, em Recife, já pensando na partida contra o Coritiba, sábado, uma chance de deixar a lanterna do Brasileirão. O diretor executivo do clube, José Carlos Brunoro, disse que o culpado pela crise e a última colocação no Nacional é o lado emocional do grupo e que isso deve melhorar com o passar do tempo.

"A situação é mais emocional mesmo. O time tem qualidade, mas precisa ter tranquilidade, começando pela comissão técnica. Seus membros devem transmitir isso aos jogadores. O Palmeiras precisa de mais tranquilidade. Tenho certeza de que daqui a pouco, as coisas vão começar a melhorar", projetou o dirigente, que acompanhou a equipe no jogo fora.

Brunoro ainda assegurou que, embora o técnico Ricardo Gareca não tenha vencido no Brasileirão, gosta do seu trabalho e que a diretoria não cogita a possibilidade de mandá-lo embora. "Ele está fazendo um trabalho legal. É questão de tempo para as coisas se acertarem."

Os jogadores estavam claramente cabisbaixo no desembarque. O elenco volta aos treinos na manhã desta sexta-feira, quando Gareca define o time que enfrenta o rival paranaense no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.