Paulo Giandalia/Estadão - 22/1/2013
Paulo Giandalia/Estadão - 22/1/2013

Brunoro é evasivo ao falar sobre Marcelo Moreno no Palmeiras

Dirigente tenta passar tranquilidade para a torcida ao falar sobre a saída de Barcos

O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2013 | 21h41

SÃO PAULO - Pressionado pela polêmica transferência do atacante Hernán Barcos, o diretor executivo do

Na visão de Brunoro, a saída de Barcos e a chegada de jogadores que não podem atuar na Libertadores (apenas Vilson pode ser inscrito) não significa que o time tenha deixado o torneio sul-americano em segundo plano. "Não abrimos mão de nada. Para a segunda fase da Libertadores, podemos trocar jogadores". Entretanto, os quatro jogadores que vão chegar do Grêmio não poderão ser inscritos, por já terem aparecido na lista do time gaúcho na pré-Libertadores.

Brunoro também fez um balanço de suas primeiras semanas como homem forte do futebol do Palmeiras. "É difícil consertar o carro enquanto ele está andando. Temos de sofrer um pouco, mas não tem jeito. Estamos fazendo o que é necessário. Mas fazer as coisas com serenidade".

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.