Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Pouco aproveitado, meia Bryan Ruiz pede para deixar o Santos

Jogador da Costa Rica negocia uma rescisão amigável com o clube alvinegro

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de janeiro de 2019 | 16h22

O meia Bryan Ruiz espera acertar nos próximos dias sua saída do Santos e pretende fazer um acordo para que a rescisão seja amigável, sem que seja preciso pagar algo para o clube alvinegro. O jogador de 33 anos está insatisfeito por ter sido pouco aproveitado.

A informação foi divulgada inicialmente pela Gazeta Esportiva e o empresário do atleta confirmou que negocia a saída do jogador desde que ele se reapresentou para fazer a pré-temporada. "Desde que chegou ao Brasil, Bryan tem conversado com a diretoria para buscar uma saída amigável do clube. Nas próximas horas teremos mais detalhes. Ele está muito agradecido com a diretoria do clube", disse o empresário, Kristian Argueda, ao "La Nación", da Costa Rica. 

Bryan foi contratado no meio do ano passado, vindo do Sporting, de Portugal. Ele precisou passar um período de recondicionamento físico e depois não conseguiu apresentar o futebol que se esperava dele e acabou sendo pouco utilizado pelo técnico Cuca.

Neste ano, o jogador percebeu que também não deve ser muito utilizado pelo técnico Jorge Sampaoli, que  ainda pediu a contratação do venezuelano Yeferson Soteldo, que atua na mesma função do costa-riquenho. 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
Santos Futebol ClubeBryan Ruizfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.