Buffon diz que só jogará até 2019 se Juventus vencer Liga dos Campeões

Caso contrário, goleiro irá parar após a Copa da Rússia

Estadão Conteúdo

12 de junho de 2017 | 13h46

O goleiro Gianluigi Buffon afirmou nesta segunda-feira que pretende se aposentar ao fim da próxima temporada europeia. Mas fez uma importante ressalva. Poderá jogar ainda mais um ano se a Juventus se faturar o título da próxima edição da Liga dos Campeões, troféu que o veterano ainda não tem na sua vitoriosa carreira.

"Se a Juventus vencer a Liga dos Campeões, eu continuaria jogando por mais uma temporada para tentar levar também o Mundial de Clubes e outros troféus", afirmou o goleiro de 39 anos, em entrevista ao canal italiana Sky Sport.

Buffon foi vice-campeão da Liga dos Campeões com a Juventus, no início do mês. A equipe italiana foi goleada por 4 a 1 pelo Real Madrid, em Cardiff, no País de Gales. Foi a terceira vez que o goleiro deixou uma final da competição sem o troféu.

Caso a Juventus não chegue ao título da Liga na próxima temporada, que terá início em agosto, Buffon vai pendurar as chuteiras após a Copa do Mundo da Rússia, entre junho e julho do próximo ano. Isso, claro, se a Itália confirmar a vaga nas Eliminatórias.

"Há 99,9% de chance de eu me aposentar depois do Mundial, mas há um acordo com o presidente [da Juventus, Andrea] Agnelli. Foi um pedido dele. Se acontecer algo em particular, eu poderia adiar um ano a minha aposentadoria", disse Buffon, referindo-se ao eventual título da Liga dos Campeões.

Com a camisa da Juventus, Buffon acumula oito títulos do Campeonato Italiano, entre outros títulos. Em 2006, foi campeão do mundo pela Itália, na Copa da Alemanha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.