Francisco Seco / AP
Francisco Seco / AP

Buffon é suspenso por 3 jogos após insultos e expulsão em jogo contra o Real

Em outros julgamentos, Roma, Spartak Moscou e Athletic Bilbao são punidos por violência de torcedores

Estadão Conteúdo

05 Junho 2018 | 12h06

A Uefa anunciou nesta terça-feira que o goleiro Gianluigi Buffon foi punido com uma suspensão de três jogos por causa do comportamento que o jogador exibiu no finalzinho da partida na qual o time italiano venceu o Real Madrid por 3 a 1, na Espanha, no dia 11 de abril, no confronto de volta das quartas de final da Liga dos Campeões.

+ Fora da Copa, Itália e Holanda ficam no empate por 1 a 1 em amistoso

+ Real mantém liderança da Uefa pelo 5º ano seguido; Atlético de Madrid é o 2º

Naquela ocasião, a equipe de Turim ganhava o confronto por 3 a 0 e estava levando a disputa da vaga às semifinais para a prorrogação, pois foi derrotada pelo mesmo placar na partida de ida, na Itália. Porém, o árbitro inglês Michael Oliver assinalou um pênalti em lance polêmico no fim da partida e Buffon, furioso com a marcação, confrontou verbalmente e fisicamente o juiz. E, após insultar e chegar a empurrar Oliver, o goleiro acabou sendo expulso de campo.

Após o final da última temporada europeia, Buffon, de 40 anos, anunciou a sua despedida da Juventus e não revelou qual será o futuro de sua carreira. Mas, independentemente disso, caso passe a defender outro clube terá de cumprir suspensão de três partidas em uma competição com chancela da Uefa que este time for disputar.

Autor de um golaço antológico de bicicleta na partida de ida daquela mata-mata com a Juventus, Cristiano Ronaldo acabou convertendo a penalidade que levou o Real Madrid às semifinais no confronto de volta. Decepcionado com a eliminação e com a decisão do árbitro no lance capital que decidiu o duelo em Madri, Buffon ainda criticou Michael Oliver em entrevistas posteriores e questionou a sua competência como árbitro. Vários dias depois, o goleiro se desculpou pelas declarações polêmicas.

OUTRAS PUNIÇÕES

Também nesta terça-feira, a Uefa anunciou punições a três clubes por causa do comportamento de seus torcedores. Roma, Spartak Moscou e Athletic Bilbao receberam multas que totalizaram 145 mil euros (cerca de R$ 634 mil) por atos de violência de seus seguidores.

A Roma foi multada em 50 mil euros (aproximadamente R$ 218 mil) e proibida de vender ingressos aos seus torcedores no primeiro jogo que fizer como visitante na próxima edição da Liga dos Campeões. A punição ocorreu após dois fãs do clube italiano atacarem um seguidor do Liverpool e deixá-lo com sérios ferimentos nas imediações do estádio de Anfield Road, na Inglaterra, antes do confronto de ida das semifinais da Liga dos Campeões.

Já o Spartak foi multado em 55 mil euros (cerca de R$ 240 mil) e o Athletic Bilbao em 40 mil euros (R$ 175 mil) por brigas envolvendo os torcedores dos clubes em uma partida da Liga Europa, em fevereiro. Um policial espanhol chegou a sofrer ataque cardíaco e morrer durante o conflito.

O clube russo também foi proibido de vender ingressos para os seus torcedores nas duas partidas que o time fizer como visitante em competições da Uefa, enquanto o Athletic terá um setor que comporta cerca de 2.000 torcedores em seu estádio fechado em sua próxima partida como mandante em um torneio organizado pela entidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.