Javier Soriano/AFP
Javier Soriano/AFP

Buffon lamenta queda da Juventus e ataca juiz: 'Não é um homem, é um animal'

Goleiro se revolta com pênalti marcado contra italianos nos acréscimos, que classificou o Real Madrid

Estadão Conteúdo

11 de abril de 2018 | 19h50

Um dos grandes goleiros de todos os tempos, Buffon se despediu da Liga dos Campeões de forma melancólica. Sua Juventus fez o improvável ao reverter o 3 a 0 aplicado pelo Real Madrid em Turim e, na Espanha, vencia pelo mesmo placar até os acréscimos do segundo tempo, quando um pênalti polêmico foi marcado para os donos da casa. Para piorar, o italiano foi expulso antes que Cristiano Ronaldo convertesse a cobrança e desse a vaga aos madrilenhos.

+ TEMPO REAL - Real Madrid 1 x 3 Juventus

+ Sem sustos, Bayern elimina Sevilla e quebra tabu contra espanhóis na Liga

"Estou bem, a vida segue. Estou feliz e orgulhoso pela minha equipe. Fizemos realmente algo que parecia impossível", declarou Buffon na saída do estádio Santiago Bernabéu, antes de esbravejar contra o árbitro inglês Michael Oliver pela penalidade assinalada.

"Eu estava muito perto, como o árbitro e o juiz da linha de fundo. Se você apita um pênalti assim aos 48 minutos do segundo tempo, não é um homem, é um animal", atacou. "Ele inventou um pênalti que só ele viu. Chegar aqui e sair desta forma, não é justo. Não é de um ser humano apitar este pênalti."

No lance em questão, no último minuto dos acréscimos, Cristiano Ronaldo recebeu cruzamento e ajeitou de cabeça para Lucas Vázquez, que tentou o domínio no peito e caiu após disputar com Benatia. Apesar das reclamações dos atletas da Juventus, Michael Oliver confirmou a penalidade.

"Se o árbitro não é valente, não tem o que é preciso para dirigir estes jogos ou tem pouca personalidade, o melhor é que fique comendo batatas em casa com sua esposa e com os seus filhos. Ele mandou nosso coração para a lata de lixo", desabafou Buffon.

O italiano já havia anunciado que se aposentará no fim da temporada, o que tornou esta sua despedida da Liga dos Campeões e explica a reclamação ostensiva após o pênalti ser marcado. Mesmo assim, o goleiro fez questão de reconhecer os méritos do Real na disputa. "Felicitei todos os meus amigos do Real Madrid, o Sergio Ramos, pela classificação e disse que mereceram passar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.