Ander Gillenea/AFP
Ander Gillenea/AFP

Burocrático, Real Madrid joga mal, mas supera lanterna do Espanhol

Gol de Bale no início garante vitória sobre o Huesca, fora de casa

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2018 | 16h42

Uma atuação pouco inspirada, apática e burocrática foi suficiente para o Real Madrid derrotar o Huesca, lanterna do Campeonato Espanhol, por 1 a 0, neste domingo, no estádio El Alcoraz, casa do rival, em duelo da 15ª rodada da competição.

O triunfo, o segundo seguido no torneio, eleva o Real à quarta posição, com 26 pontos somados, dois a menos que o Atlético de Madrid, que aparece logo à frente. Apesar do bom futebol, o Huesca permanece afundado na lanterna, com apenas sete pontos ganhos, a sete do Villarreal, primeiro time fora da zona de rebaixamento, e chegou à marca negativa de 14 jogos sem vencer. O único triunfo aconteceu na rodada inaugural da competição, há quase quatro meses.

Pouco criativo, com falhas na marcação e, por vezes, preguiçoso, o Real Madrid precisou contar com a sorte para sair de campo vencedor. Os donos da casa, surpreendentemente, sufocaram o time merengue, especialmente no segundo tempo, mas não aproveitaram uma das várias chances criadas.

O time de Santiago Solari foi superior apenas nos primeiros 15 minutos de jogos. Foi neste período, exatamente aos sete minutos, que a equipe de Madri fez o gol que garantiu o triunfo. Bale aproveitou cruzamento de Odriozola da direita e bateu com o lado do pé esquerdo para marcar.

O gol encerrou um jejum longo do galês, que ficou pouco mais de 800 minutos sem balançar as redes em um período de 100 dias, ou dez partidas. O goleiro Courtois também se destacou ao fechar o gol e ser peça fundamental para garantir o resultado positivo em Huesca. A intervenção no chute de Ferreiro, no começo do segundo tempo, foi a defesa mais impressionante do goleiro na partida.

Já classificado às oitavas de final da Liga dos Campeões, o Real Madrid entra em campo pela rodada final da primeira fase do principal torneio de clubes do mundo na próxima quarta-feira, quando encara o CSKA Moscou, em casa, no Santiago Bernabéu. O time merengue precisa de um empate para se garantir na liderança do grupo, sem precisar torcer por um tropeço da Roma.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.