Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Bustos culpa pouco tempo para correções e aponta erros para eliminação do Santos: ‘Nos custou’

Treinador argentino admite falhas no sistema defensivo e afirma que diretoria se esforça na busca por reforços

Rodrigo Sampaio, O Estado de S.Paulo

19 de março de 2022 | 20h35

Depois de quatro jogos, Fabián Bustos finalmente venceu a primeira partida com o Santos. O bom desempenho no 3 a 2 contra o Água Santa, porém, não foi o suficiente para fazer a equipe avançar às quartas no Paulistão. Em entrevista coletiva ao final do jogo, o técnico admitiu que o time precisa corrigir falhas no sistema defensivo para não sofrer mais na temporada, e acredita que a brecha no calendário pode ser positiva para a evolução tática do time.

"Não podemos ter que fazer três ou quatro gols toda partida para ganhar uma partida. Precisamos melhorar defensivamente e isso só vem com muito trabalho. Tem 20 dias que estamos trabalhando sem descansar. Vamos ter tempo para fazer os treinamentos que precisamos para fazer correções, sobretudo na bola parada. Não há uma equipe que nós enfrentamos que não tomamos gol assim. A falta de descanso e tempo para melhorar o time nos custou (a classificação).”

Bustos assumiu o Santos no empate por 1 a 1 com o Fluminense-PI, pela segunda fase da Copa do Brasil. De lá para cá, o time perdeu o clássico com o Palmeiras por 1 a 0 e empatou por 3 a 3 com a Ferroviária. Ao ser questionado sobre a possibilidade de reforços para aumentar a competitividade do time, o argentino afirma que a direção está ciente da necessidade de contratações e se esforça para buscar nomes no mercado.

"Tivemos boas reuniões. Todos os jogadores que estamos conversando tem aprovação da prte executiva, da diretoria técnica e também da presidência. Precisamos de jogadores que vejam a potência da nossa camisa e não deem uma ajuda grande. Precisamos trazer jogadores com a responsabilidade de serem titulares e que potencializem os meninos da base, que são muito bons."

O executivo de futebol do Santos, Edu Dracena, também compareceu na coletiva para dar explicações após a eliminação. O dirigente agradeceu aos torcedores que foram à Vila Belmiro na última rodada, lamentou a queda e garantiu que o clube está se movendo para contratar novos atletas.

"A gente sabe do momento do clube, da situação, mas o Santos não pode estar brigando para não cair pela terceira vez. Estamos trabalhando muito, noites sem dormir, para que a gente consiga colocar o Santos onde merece. Espero que, dentro de duas semanas, a gente possa trazer reforços", disse Dracena.

Entre os nomes especulados para reforçar o plantel santista estão o atacante Bryan Angulo, do Cruz Azul, o lateral-direito Byron Castillo, do Barcelona de Guayaquil, e o volante Tchê Tchê, do São Paulo. O retorno do volante Alison, que está no Al Hazem, da Arábia Saudita, também é cogitado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.