ALEJANDRO PAGNI / AFP
ALEJANDRO PAGNI / AFP

Bustos critica falta de VAR na fase de grupos da Sul-Americana e acusa erro contra o Santos

Treinador entende que sua equipe foi prejudicada por não haver revisão por parte da arbitragem de vídeo, que só entrará em ação nas oitavas de final

Redação, Estadão Conteúdo

05 de abril de 2022 | 23h32

O técnico Fabián Bustos reclamou muito de um pênalti não marcado a favor do Santos durante a derrota por 1 a 0 para o Banfield na estreia da Copa Sul-Americana. Durante entrevista coletiva na Argentina, nesta terça-feira, o treinador cobrou a presença de VAR também na fase de grupos e nas fases classificatórias das competições continentais.

"Houve um pênalti claríssimo em uma cabeçada do Goulart. O Banfield tem méritos pela vitória, mas precisamos da tecnologia urgente, porque se definem situações como essa. Que cada lugar possa colocar o VAR, porque é uma ferramenta importante. Nossa chance mais clara foi a do pênalti no cabeceio de Goulart. Foi um pênalti claríssimo. Depois saiu o gol do Banfield", afirmou Fabián Bustos.

O lance criticado pelo treinador santista aconteceu aos 20 minutos do primeiro tempo, quando o jogo ainda estava 0 a 0. Marcos Guilherme cobrou escanteio na primeira trave, Ricardo Goulart cabeceou e o Santos reclamou de um toque na mão de Galoppo. A arbitragem mandou o jogo seguir. A arbitragem de vídeo só entra na Copa Sul-Americana a partir das oitavas de final.

"Se repassar o primeiro tempo, houve um gol muito bonito deles por um erro nosso. O jogo foi equilibrado, eles tiveram mais posse, mas quando contra-atacamos, três contra três, causamos danos. O Banfield foi muito intenso, vertical, mas criou chances em erros nossos. Não foram situações claras. Em linhas gerais foi um jogo parelho, e me pareceu totalmente injusta a derrota", analisou o treinador sobre a partida.

O Santos terá mais uma estreia pela frente no próximo fim de semana, desta vez pelo Campeonato Brasileiro. O clube paulista visitará o Fluminense no próximo sábado. Pela Copa Sul-Americana, os comandados de Fabián Bustos jogarão em casa contra a Universidad Católica do Equador na segunda rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.