C. Ronaldo se diz confiante de ser o melhor do mundo em 2008

'Fiz mais do que qualquer outro jogador', afirmou o jogador, campeão da Liga dos Campeões com o Manchester

Reuters

24 de outubro de 2008 | 12h26

O meia-atacante português Cristiano Ronaldo está em campanha declarada para ser escolhido o melhor jogador de 2008 na Europa e no mundo, depois de contribuir decisivamente com os títulos nacional e continental do Manchester United na temporada passada. "Sinceramente, sim, estou confiante," disse ele à edição desta sexta-feira do jornal italiano La Gazzetta dello Sport.   Veja também:Real desistiu de Cristiano Ronaldo, afirma presidente   "Se vocês avaliarem o que eu fiz ao longo da temporada, acho que fiz mais do que qualquer outro. O que eu poderia ter feito a mais para ganhar a Bola de Ouro e o prêmio da Fifa?", indagou o jogador da seleção portuguesa. Cristiano Ronaldo, de 23 anos, autor de 42 gols na vitoriosa temporada do Manchester, chamou de "tortura" o fato de ter atuado com o tornozelo machucado no primeiro semestre. Ele foi operado depois da Eurocopa. "Às vezes era como ter uma faca no tornozelo", disse o dono do troféu Chuteira de Ouro da Europa. "Eu apertava os dentes. Não lamento. Valeu a pena. Mas foi uma tortura, também psicologicamente." Cristiano Ronaldo está na lista dos 30 finalistas à Bola de Ouro, tendo concorrentes como o atacante Fernando Torres, do Liverpool, e seu colega de time Wayne Rooney. O prêmio será concedido em 26 de dezembro por 96 jornalistas de todo o mundo, depois de uma pesquisa organizada pela revista France Football. A escolha da Fifa do melhor jogador do mundo em 2008 será anunciada em dezembro. O brasileiro Kaká, do Milan, foi o vencedor do prêmio no ano passado. (Reportagem de Paul Virgo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.