Ernesto Rodrigues/Estadão
Ernesto Rodrigues/Estadão

Cabo de sustentação da cobertura do Castelão se rompe e machuca operários

Estádio de Fortaleza sofre com contratempos e incidentes desde que foi reinaugurado

Lauriberto Braga, especial para o Estadão, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2013 | 18h48

FORTALEZA - Um cabo de sustentação da coberta da Arena Castelão, em Fortaleza, se rompeu na manhã desta quarta-feira, ferindo operários que faziam a manutenção da estrutura. O rompimento do cabo não abalou a coberta do estádio e logo foi substituído. Por meio de nota explicativa, o consórcio, que administra a nova arena, informou que o acidente não foi revelante e que a manutenção de "equipamento recentemente inaugurado é uma rotina".

Para provar que o rompimento não foi grave, o consórcio também confirmou a realização dos jogos do Campeonato Cearense marcados para esta mesma quarta-feira e quinta. Na noite desta quarta, jogam Ferroviário e Fortaleza e na quinta tem Ceará e Guarani de Juazeiro do Norte.

O acidente ocorreu no fim da manhã, quando dois operários que faziam a manutenção se desequilibraram com o rompimento do cabo. Felizmente, eles conseguiram de equilibrar e evitar ferimentos maiores.

Uma testemunha que não quis se identificar disse que os operários chegaram a rolar na estrutura coberta, quando conseguiram se segurar para não cair de altura superior a 100 metros. A testemunha destacou que no momento do acidente houve um grande estrondo e que os operários não utilizavam equipamentos de segurança adequados, como capacetes e cordas de sustentação.

Na nota oficial, os engenheiros da Arena Castelão lembraram que diariamente serviços de manutenção são feitos em toda a estrutura do estádio. "Faz parte desses serviços o procedimento de ajustes dos tirantes de cabos de aço que integram a coberta do estádio, e que por se tratar de uma estrutura nova, os tirantes recebem os serviços até que se estabilizem". A empresa responsável ressaltou que ação é de rotina e "que nada de mais grave aconteceu com os operários".

A Arena Castelão, entregue pela presidente Dilma Rousseff em 17 de dezembro do ano passado, sendo a primeira das 12 arenas para Copa de 2014 a ser terminada, vem apresentando problemas após sua inauguração. No dia 21 de março, parte da vidraça de um corredor que dá acesso às cabines de imprensa caiu. Na época, a Arena Castelão Operadora de Estádios S.A. esclareceu que a vidraça danificada foi do andar do prédio central do estádio e ela tinha se soltado "provavelmente depois que algum transeunte bateu no vidro e quebrou a peça.

Segundo o consórcio, o vidro de larga espessura, fortemente parafusado em quatro pontos, não se soltaria sozinho da estrutura em que ficava preso. "As câmeras de segurança do setor não captaram o momento do incidente porque não alcançam o local onde a vidraça estava. Diante do ocorrido, a peça de vidro ficou trincada, se despedaçou e caiu, sem, no entanto, provocar prejuízo maior nem acidente."

ABELHAS

Domingo passado, um enxame de abelhas se alojou numa das traves do campo, atrasando em 15 minutos o início da partida entre Ceará (3) e (1) Icasa, pelo Octogonal do Campeonato Cearense. Um jato com produtos químicos foi jogado no local, no intervalo do jogo, eliminando assim totalmente as abelhas.

PAUL MCCARTNEY

Antes de sediar três jogos pela Copa das Confederações, a Arena Castelão vai receber o show Out There, de Paul MCartney, marcado para o dia 9 de maio. O estádio fecha para montagem do palco na próxima segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.