Cabralzinho ainda não tem uma decisão

Cabralzinho poderá ser mantido como técnico do Santos, depois que as investidas para a contratação de Oswaldo de Oliveira e de Vanderlei Luxemburgo não deram resultado. Nesta segunda-feira, ele teve nova reunião com o presidente Marcelo Teixeira e o vice Norberto Moreira da Silva, mas não recebeu a confirmação que tanto espera. Ao deixar o encontro, o técnico despistou: disse que foi uma reunião de planejamento, que sua situação não foi discutida e que tem contrato até dia 31 de dezembro, tempo suficiente para acertar o novo contrato. Em relação a Oswaldo de Oliveira, o Santos não teve cacife para entrar na disputa pelo treinador quando ainda envolvia Fluminense, Corinthians e Palmeiras. Já com Luxemburgo, os santistas desistiram por conta da resistência interna na própria Vila Belmiro, tão forte que poderia até comprometer a reeleição de Marcelo Teixeira na presidência do clube. Os dirigentes estiveram reunidos nesta segunda-feira para discutir o planejamento para a próxima temporada e, embora continuem mantendo os planos em absoluto sigilo, há indicativo de que não haverá grandes contratações. A situação das duas estrelas maiores do time, Marcelinho Carioca e Viola, continua indefinida e Robert, que participou do jogo de confraternização que Serginho promoveu na praia, disse que "o momento é para relaxar". "Meu contrato com o Santos vence em fevereiro e há tempo para decidir meu futuro." Ele não confirma o interesse de qualquer clube do Brasil e do exterior pelo seu futebol. "Meu procurador está tratando disso e vou ser informado quando houver alguma coisa concreta."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.