Reprodução
Reprodução

Cáceres faz campanha de dar inveja ao Íbis no Matogrossense

Conhecido como Crocodilo do Pantanal, clube coleciona arsenal de goleadas em suas 13 derrotas seguidas pelo Estadual

André Rigue, estadão.com.br

27 de março de 2010 | 12h16

Conhecido como o pior clube do Brasil, o Íbis, de Pernambuco, ficaria com inveja da campanha que o Cáceres realiza no Campeonato Matogrossense. Carinhosamente chamado de "Crocodilo do Pantanal", o clube detém a incrível marca de 13 derrotas em 13 jogos, e está rebaixado para a segunda divisão. Foram apenas 9 gols marcados contra 65 sofridos, com um saldo negativo de 56.

 

O Íbis ganhou o apelido de pior clube do Brasil na década de 1980, quando ficou três anos e 11 meses sem conquistar uma vitória - entre 20 de julho de 1980 e 17 de junho de 1984.

 

A campanha do Cáceres, no entanto, só despertou atenção na mídia pelos elásticos placares dos últimos quatro jogos. Na reta decisiva do Segundo Turno do Matogrossense, o Crocodilo do Pantanal levou 11 a 1 do Cuiabá, 9 a 1 do Crac, 14 a 0 do Sorriso e 7 a 1 do Operário.

 

As goleadas causaram indignação nos torcedores. A imprensa local chegou a acusar o Cáceres de armar os resultados para favorecer os adversários. O presidente do clube, Luiz Mário Cardoso, conhecido como "Pacu", não atendeu aos telefonemas do estadão.com.br para explicas as acusações.

 

A cidade de Cáceres, no entanto, não se envergonha apenas com o Crocodilo do Pantanal. O outro clube da região, o Cacerense, também está rebaixado para a Segunda Divisão, com uma campanha vexatória. Em 13 jogos, foram duas vitórias, dois empates e nove derrotas. Foram marcados 14 gols e sofridos 34, saldo negativo de 20.

 

Neste domingo, Cáceres e Cacerense duelariam pela última rodada do Segundo Turno, no estádio Geraldão. A Federação Matogrossense de Futebol, no entanto, decidiu cancelar a partida, uma vez que as equipes estão rebaixadas e gerariam gastos desnecessários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.