Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

CAF define 10 finalistas à Bola de Ouro Africana; Salah é o favorito

O egípcio do Liverpool deve ganhar o prêmio de melhor da temporada

Estadão Conteúdo

14 de dezembro de 2018 | 17h20

A Confederação Africana de Futebol (CAF, na sigla em francês) divulgou nesta sexta-feira a lista dos 10 finalistas para a Bola de Ouro Africana, o prêmio de melhor jogador do continente. Entre os favoritos da temporada de 2018 está o egípcio Mohamed Salah, astro do Liverpool e da seleção de seu país, último vencedor do prêmio.

Outro grande candidato ao prêmio é o companheiro de Salah no Liverpool: o senegalês Sadio Mané. O gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, que defendia o Borussia Dortmund até o meio do ano e se transferiu ao Arsenal, também é um favorito a levar a honraria. No ano passado, o egípcio levou a melhor, Mané ficou em segundo e Aubameyang, vencedor em 2015, obteve o terceiro posto.

Salah e Mané saem na frente na disputa em razão da boa fase vivida pelo time inglês. Eles foram vice-campeões da Liga dos Campeões da Europa, em maio, na final contra o Real Madrid. E no momento o Liverpool ocupa a liderança do Campeonato Inglês. O que conta contra os dois jogadores foram as fracas campanhas de Egito e Senegal na Copa do Mundo da Rússia - caíram na fase de grupos.

O prêmio, que será entregue em 8 de janeiro em uma evento de gala na cidade de Dacar, capital de Senegal, foi lançado em 1992. E já teve como premiados jogadores como o liberiano George Weah, os ganeses Abedi Pelé e Nwankwo Kanu e o camaronês Samuel Eto'o.

Confira os finalistas para o Melhor Jogador da África de 2018:

Alex Iwobi (Nigéria/Arsenal)

Andre Onana (Camarões/Ajax)

Anis Badri (Tunísia/Esperance)

Denis Onyango (Uganda/Mamelodi Sundowns)

Mehdi Benatia (Marrocos/Juventus)

Mohamed Salah (Egito/Liverpool)

Pierre-Emerick Aubameyang (Gabão/Arsenal)

Riyad Mahrez (Argélia/Manchester City)

Sadio Mané (Senegal/Liverpool)

Walid Soliman (Egito/Al Ahly)

 

 

Mais conteúdo sobre:
Sadio ManéMohamed Salah

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.